Para participar do Renda Brasil é preciso estar inscrito no CadÚnico? Entenda!

Banco de dados do governo é responsável por coletar os dados das famílias de baixa renda para sua inclusão em programas sociais.

Considerado o novo programa do governo federal que substituirá o Bolsa Família e unificará outros programas sociais, como o abono salarial e o Seguro Defeso, o Renda Brasil poderá utilizar os dados de inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) como ferramenta de inclusão dos novos beneficiários no programa.

A ideia é tornar este um requisito essencial, pois através do CadÚnico o governo consegue identificar e caracterizar as famílias de baixa renda que mais necessitam de ajuda. Nesse cadastro estão informações importantes para o mapeamento dos cidadãos, como quantidade de membros familiares, escolaridade, trabalho, especificações de residência e renda.

Sobre o Renda Brasil

Atualmente, muitos serviços de ajuda social estão disponíveis para os cidadãos, a exemplo, o Bolsa Família, Farmácia Popular, Seguro Defeso, Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e o abono salarial PIS/Pasep. O intuito do governo é de que todos eles sejam unificados e atendidos pelo Renda Brasil.

A proposta é oferecer o auxílio financeiro entre R$ 250,00 e R$ 300,00 aos contemplados pelo programa. Dessa forma, a implementação do novo benefício será importante na ampliação do número de pessoas socorridas financeiramente ao passo que aumenta o valor de alguns dos benefícios assistenciais já existentes.

Vale ressaltar que o novo programa não irá por fim ao Bolsa Família, mas sim unificá-lo junto a outros programas, para oferecer um benefício único. Por isso, cidadãos que já recebem o Bolsa Família não precisarão fazer novos cadastros, assim como os inscritos no CadÚnico.

Já é possível se inscrever no Renda Brasil?

Infelizmente não! O programa ainda não foi implementado e está em fase de elaboração. Tudo indica que o lançamento ocorra em janeiro de 2021. Por essa razão, ainda não existem regras e requisitos específicos para participação no programa.

Porém, já é possível se inscrever no Cadastro Único em um dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) espalhados pelo Brasil. Por eles, o cidadão pode realizar o cadastro e se tornar um inscrito na plataforma. Outras informações também podem ser obtidas no site da Caixa Econômica, responsável pela manutenção do cadastro.

Leia também: Veja como se inscrever no CadÚnico e garanta acesso a diversos benefícios do governo federal

Voltar ao topo

Deixe um comentário