“A gente bota para correr”, diz Bolsonaro sobre corruptos em seu governo

Bolsonaro conversou com apoiadores após ter sido criticado pelo fim da operação Lava Jato durante seu governo.

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira que se houver algum caso de corrupção em seu governo ele colocará o responsável “para correr”.

Depois de ter sido criticado por ter afirmado que em seu governo a operação Lava Jato acabou, Bolsonaro repetiu a frase para apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, ressaltando mais uma vez isso era porque em seu governo não haveria corrupção.

Ele destacou, no entanto, que no momento havia uma operação da Polícia Federal em andamento em Roraima.

“Ah, acabou a Lava Jato, pessoal? A PF está lá em Roraima hoje. Para mim não tem. No meu governo, não tem porque nós colocamos gente lá realmente comprometida com a honestidade e o futuro do Brasil”, disse o presidente.

“Se acontecer alguma coisa a gente bota para correr, dá uma voadora no pescoço deles. Mas não acredito que haja no meu governo.”

Há uma semana, durante uma cerimônia no Palácio do Planalto, ao repetir que não há corrupção no seu governo, Bolsonaro afirmou que havia acabado com a Lava Jato.

“É um orgulho, uma satisfação que eu tenho dizer a essa imprensa maravilhosa nossa que eu não quero acabar com a Lava Jato. Eu acabei com a Lava Jato, porque não tem mais corrupção no governo. Eu sei que isso não é virtude, é obrigação”, afirmou o presidente na ocasião.

Leia também: Bolsonaro aumenta limite de empréstimo consignado de aposentados e pensionistas do INSS

Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário