Caixa libera hoje novas parcelas de R$ 600 e R$ 300. Veja quem recebe

O dinheiro depositado nesta quarta fica disponível somente na poupança social digital e pode ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem.

Nesta quarta-feira,7, a Caixa Econômica Federal paga novas parcelas do auxílio emergencial que pode ser de R$ 600 ou R$ 300, dependendo de quando o beneficiário teve o cadastro aprovado. Hoje recebem os pagamentos de R$ 300 os aniversariantes de março e não são integrantes do Bolsa Família.

Por enquanto, o dinheiro depositado nesta quarta fica disponível somente na poupança social digital e pode ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Os saques e transferências serão liberados apenas em 14 de novembro para o mesmo grupo de aniversariantes.

Ciclo 3 – para quem começou a receber em abril

  • Nascidos em janeiro – 30 de setembro
  • Nascidos em fevereiro –  5 de outubro
  • Nascidos em março – 7 de outubro
  • Nascidos em abril – 9 de outubro
  • Nascidos em maio – 11 de outubro
  • Nascidos em junho – 14 de outubro
  • Nascidos em julho – 16 de outubro
  • Nascidos em agosto – 21 de outubro
  • Nascidos em setembro – 25 de outubro
  • Nascidos em outubro – 28 de outubro
  • Nascidos em novembro – 29 de outubro
  • Nascidos em dezembro – 1 de novembro

Os ciclos apenas valem para os não inscritos no Bolsa Família.

Quem recebe o pagamento de R$ 600?

Os beneficiários que começaram a receber o auxílio emergencial tardiamente, entre maio e julho, terão direito a uma das cinco primeiras parcelas no valor de R$ 600. As mães chefes de família recebem o valor dobrado de R$ 1.200.

Além disso, recebe também os R$ 600, um grupo de aprovados depois de contestar o cadastro através da plataforma digital entre os dias 20 de julho e 25 de agosto. Essas pessoas vão receber durante o ciclo 3 a primeira parcela.

A quantidade de parcelas total a que o beneficiário tem direito depende do mês em que ele começou a receber o auxílio. O máximo são nove parcelas, sendo as cinco primeiras de R$ 600 e as quatro últimas de R$ 300.

Veja também: Veja 10 novas regras que te proíbem de receber o auxílio de R$ 300

Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário