scorecardresearch ghost pixel

Prova de vida: Segurado do INSS tem prazo prorrogado até novembro para receber benefício

Mais uma vez procedimento é prorrogado e beneficiários podem continuar recebendo sem prova de vida. Instituto também começa teste de biometria facial.

Segundo portaria publicada nesta quinta-feira, 15, os segurados que não realizaram a prova de vida não terão o benefício cortado em meio à pandemia do novo coronavírus pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) até o final de novembro, antes o prazo era até outubro.

Os beneficiários do INSS que recebem por meio de conta poupança, conta-corrente, ou cartão magnético devem comprovar todos os anos que estão vivos, mas em razão da crise econômica o procedimento foi prorrogado.

Prevista em lei, a exigência determina que beneficiários da Previdência Social, como servidores públicos, aposentados, pensionistas e anistiados políticos, comprovem que estão vivos. Porém, a prova de vida havia sido suspensa em março, quando tiveram início as medidas de isolamento social no no país, sendo prorrogado até 30 de setembro, depois até outubro e agora vai até novembro.

Prova por biometria facial

O INSS começou um projeto-piloto com o objetivo de fazer prova de vida por meio de biometria facial, para isso, o instituto selecionou 500 mil pessoas para fazer o teste. Quem participar do projeto, e realizar a prova de vida por biometria terá o procedimento efetivado e não precisará se deslocar até uma agência bancária.

Matéria atualizada em 15/10/2020 para informar publicação de nova portaria.

Veja também: Perícia médica online pode diminuir fila do INSS em todo o Brasil a partir de novembro


Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário