scorecardresearch ghost pixel

Crédito para MEI: Conheça as melhores opções disponíveis no mercado

Recurso pode ser utilizado para investir na expansão do negócio, no capital de giro ou para pagar as contas atrasadas. Juros costumam ser mais baixos para a categoria.

O Microempreendedor Individual (MEI) muitas vezes encontra dificuldades em garantir o sustento do seu negócio por falta de dinheiro. De acordo com dados do Sebrae, um em cada quatro empreendedores brasileiros fecha o estabelecimento nos dois primeiros anos de atividade. Porém, existem opções vantajosas de crédito para MEI.

A categoria foi criada pelo governo federal como uma forma de possibilitar que profissionais autônomos e pequenas empresas pudessem se formalizar. Desta forma, o microempreendedor garante alguns benefícios previdenciários e também consegue ter acesso a crédito com mais facilidade, inclusive com taxa de juros mais baixa.

Esse recuso pode ser usado em diversas situações. Como, por exemplo, para investir na expansão do negócio, no capital de giro ou para pagar as contas atrasadas. Por esse motivo, o Edital Concursos separou três opções de crédito para MEI. Confira!

Juro Zero do Sebrae

O programa é fruto de uma parceria entre o Governo do Estado de São Paulo, a Agência de Desenvolvimento Paulista (Desenvolve SP) e o Sebrae-SP. A iniciativa possibilita financiamento com juros zero para MEI que é de São Paulo. Sendo assim, o microempreendedor deve ser certificado pelo programa SUPER MEI do Sebrae-SP.

Os valores de crédito são entre R$ 1 mil  e R$ 20 mil, com prazo para a quitação de até 36 parcelas. Além disso, o empréstimo oferece carência de até seis meses para iniciar o pagamento. Esse valor poderá ser utilizado no capital de giro, aquisição de máquinas, acessórios, veículos utilitários, ferramentas de trabalho, entre outros.

Microcrédito

Essa modalidade de empréstimo é destinada a autônomos ou MEIs. Apesar dessa opção não disponibilizar valores muito altos de crédito, o microempreendedor consegue pedir emprestado valores de R$ 10 mil ou R$ 15 mil, a depender da instituição financeira.

A vantagem é que o processo não é burocrático, e a taxa de juros mensal menor, que não deve ultrapassar 4%. Até porque esse é o valor máximo de taxa determinado por lei. Várias instituições financeiras disponibilizam  microcrédito para MEI.

No entanto, cada uma determina qual deve ser o destino do crédito. Inclusive essa forma de empréstimo é caracterizada pela Concessão Assistida. Ou seja, um agente da instituição vai até o empreendimento para ver se o dinheiro está sendo utilizado como o prometido.

Empréstimo online

Por fim, outra opção é o empréstimo online, que oferece juros mais baixos, menor burocracia e maior segurança. Para contratar essa modalidade de crédito, o MEI nem precisa sair de casa. Basta acessar o site da instituição pela internet, conferir as condições e enviar os documentos necessários.

Normalmente é necessário fazer uma simulação. Assim, a instituição pode analisar o pedido do cliente para indicar o melhor crédito com as melhores taxas de juro. E o melhor, algumas fintechs liberam o dinheiro em até 24 horas, o que não é muito comum em bancos mais tradicionais.

Leia também: MEI: Guia completo com melhores cartões sem anuidade; Confira!


Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário