scorecardresearch ghost pixel

Segurados do INSS podem perder benefícios se não responderem cartas de revisão. Veja como fazer

Aqueles que não responderem em até 60 dias terão o pagamento suspenso. Todos os tipos de benefícios estão passando por análise.

Cerca de 1, 7 milhão de segurados que tiveram seus benefícios revisados e que vão precisar fazer uma atualização de documentos estão sendo notificados por meio de carta pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Aqueles que não responderem em até 60 dias após receber a carta terão o pagamento suspenso.

Ao passar mais 30 dias após isso, sem uma resposta do segurado, o benefício deixa de ser pago definitivamente. Entenda quem está sendo convocado, o que fazer se você recebeu a carta do INSS e como enviar os documentos exigidos.

O que são essas cartas?

As cartas de convocação do INSS são também chamadas de “comunicado de exigência”, e passaram a ser emitidas em setembro aos segurados com algum tipo de dado cadastral inconsistente, ou seja, trata-se de uma revisão de pendências cadastrais.

Quem está sendo convocado pelo INSS?

Todos os tipos de benefícios estão passando por essa revisão, as convocações tiveram início com os pensionistas, mas devem atingir as aposentadorias também.

O que fazer quando recebo a carta do INSS?

O órgão informa na carta que os beneficiários devem enviar pelo site ou aplicativo Meu INSS cópia digitalizada dos documentos listados logo abaixo de posse do titular do benefício, do procurador ou representante legal:

  • CPF;
  • RG;
  • Carteira de trabalho;
  • Certidão de nascimento ou casamento; e
  • Título de eleitor.

Além destes documentos (do titular e familiares), no caso de pensão por morte, também devem ser apresentados a certidão de óbito do segurado que faleceu.

Como faço para enviar os documentos?

Os documentos devem ser anexados no site ou aplicativo Meu INSS, veja o passo a passo abaixo:

  1. Acesse o site ou app Meu INSS (disponível para iOS e Android) será preciso cadastrar uma senha se for seu primeiro acesso;
  2. Na página inicial, clique na lupa e procure por “atualização de dados cadastrais do benefício”;
  3. Você será solicitado para atualizar seus dados de contato;
  4. Clique em “atualizar” e confira as informações;
  5. Ao terminar, clique em “Avançar”;
  6. Em seguida, já pode anexar os documentos. É possível fotografá-los com o celular.

Também será preciso responder a algumas questões, como qual o número do benefício, se deseja cadastrar um procurador, se precisa alterar seu nome, sexo ou número do RG e CPF, nome da mãe, data de nascimento, e se deseja modificar outro documento.

Não consegui enviar, e agora?

Caso tenha dificuldades para enviar a documentação pelo Meu INSS, o segurado pode comparecer em uma agência do INSS para ter acesso ao serviço, lembrando que é necessário agendar o atendimento pelo telefone 135, pedindo pelo serviço de “entrega de documentos por convocação”.

Veja também: INSS: Aposentado pode ter revisão após STF autorizar auxílio-doença como tempo especial


Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário