scorecardresearch ghost pixel



Desempregados e MEI podem receber auxílio no valor de R$ 1.000

Ação busca beneficiar mais de 100 mil pessoas de baixa renda, no pagamento de duas parcelas de R$ 500; veja as condições e como participar.



Quem é microempreendedor individual (MEI) ou está desempregado pode solicitar um auxílio no valor de R$ 1 mil por meio do programa Bolsa do Povo. A ação foi idealizada pelo Governo do Estado de São Paulo e busca beneficiar mais de 100 mil pessoas de baixa renda.

Leia mais: PIS/PASEP: Pagamentos de até R$ 2.420 começam mês que vem

Além da quantia em dinheiro, o programa também oferece um curso de capacitação totalmente gratuito pelo Sebrae. Têm acesso ao projeto mulheres, jovens com idade entre 18 e 35, pretos, pardos, indígenas, famílias carentes, além de pessoas com deficiência (PcD).



As regras para participar do programa incluem:

  • Ser alfabetizado;
  • Ter idade igual ou superior a 18 anos
  • Estar enquadrado nas demais categorias de emprego: informal, desempregado ou MEI.

Como vai funcionar e forma de se inscrever

De acordo como site do programa Bolsa do Povo, a bolsa auxílio no valor de R$ 1 mil é concedida em duas parcelas de R$ 500 para os participantes que realizarem todas as etapas do curso de empreendedorismo (com foco em negócios) oferecidos pelo Sebrae.



A carga horária total é de 20 horas, com aulas acontecendo tanto de forma presencial como à distância. Ao final do curso, e após serem formalizados como MEI, os profissionais também terão acesso, além da bolsa, a benefícios previdenciários, como aposentadoria, auxílio-doença e salário-maternidade.

Para participar, os interessados devem acessar o portal Bolsa do Povo Empreendedor e se cadastrar até o dia 3 de janeiro de 2022. A lista com os selecionados para receber o benefício será divulgada até o dia 15 de janeiro do ano que vem.




Voltar ao topo

Deixe um comentário