scorecardresearch ghost pixel



Auxílio emergencial 2022: Consulta continua disponível na Dataprev

Ministério da Cidadania confirma o pagamento retroativo de até R$ 3 mil para mais de 800 beneficiários do auxílio emergencial.



O auxílio emergencial teve mais uma parcela liberada neste mês de janeiro. Entretanto, não se trata de nenhuma prorrogação do programa, que foi encerrado em outubro do ano passado, e sim do pagamento de valores retroativos para mais de 800 mil pessoas.

Leia mais: Auxílio Brasil de R$ 400 terá novos aprovados em fevereiro?

Quando o benefício foi criado em 2020, as mães chefes de família receberam cotas dobradas, ou seja, R$ 1.200 ao mês. Contudo, os pais de famílias monoparentais que se enquadravam na mesma condição que essas mulheres não tiveram o mesmo direito.

Para compensar essa situação, o Congresso Nacional derrubou o veto presidencial que impedia os pagamentos em dobro para os pais solo. Com isso, eles puderam receber até cinco parcelas retroativas do auxílio emergencial.



Cadastro para receber o retroativo

O governo não abriu nenhum novo prazo de cadastro desta vez. A seleção dos beneficiários foi realizada automaticamente, com base em informações do Cadastro Único (CadÚnico) e de outras bases de dados.

Os pais monoparentais que tiveram acesso ao dinheiro são aqueles responsáveis por pelo menos um filho menor de idade, que vivem sem cônjuge ou companheira(o). Também foi verificado se não houve pagamento de cota dupla para outra beneficiária do mesmo grupo familiar.



Como consultar o auxílio emergencial?

Muitas pessoas que receberam o retroativo ainda não sabem que o valor está na conta. Para verificar a situação do benefício, basta acessar o site da Dataprev e informar os dados solicitados.

Na página, o cidadão pode conferir todas as parcelas do auxílio emergencial que já recebeu, além de checar se tem direito a essa nova rodada. O valor do retroativo varia de R$ 600 a R$ 3 mil, dependendo de quando o pai solo foi aprovado para entrar no programa.




Voltar ao topo

Deixe um comentário