scorecardresearch ghost pixel



WhatsApp: Conheça o recurso ‘visualização única’ e saiba como usá-lo

Novidade evita que o arquivo enviado fique armazenado no celular do contato. Mas é preciso ter cuidado. Saiba o porquê!



O WhatsApp colocou recentemente em seu catálogo de serviços a função “visualização única“, que permite o usuário enviar fotos temporárias que se autodestroem depois de abertas. A novidade evita que o arquivo enviado fique armazenado no celular do contato. Mas é preciso ter cuidado!

Leia mais: WhatsApp testa função que avisa quando você é mencionado em conversa

Antes de tudo, é importante saber que a função não avisa quando alguém tira print. Ou seja, mesmo enviando a imagem de forma temporária, quem recebeu ainda pode recorrer à captura de tela no momento da visualização do conteúdo. Por isso, atenção quando for compartilhar uma imagem. Faça isso apenas com pessoas de confiança.

Arquivos ficam salvos na galeria?

Não. Vídeos e fotos encaminhados por meio da função “visualização única” não ficam salvos na galeria do celular. Isso vale tanto para o aparelho do destinatário quanto para do remetente. No envio normal, as mídias ficam armazenadas nos arquivos de mídia.



A visualização única possui confirmação de leitura?

Caso a pessoa tenha os “tiques azuis” do WhatsApp ativados, então a confirmação de leitura existe. Neste caso, o remetente consegue saber quando o destinatário de uma determinada mensagem visualizou o conteúdo enviado. A informação também fica disponível nos “dados da mensagem”.

Fotos temporárias podem ser encaminhadas?

A resposta é não. O WhatsApp impede que fotos e vídeos de “visualização única” sejam encaminhados para terceiros. O objetivo é justamente garantir a privacidade de quem enviou a mensagem. Mas lembre-se: sem o alerta de captura de tela, é possível que o destinatário tire um print e assim consiga encaminhar o conteúdo para mais pessoas.




Voltar ao topo

Deixe um comentário