scorecardresearch ghost pixel



Perigo: brincadeiras de Instagram podem “armar” os criminosos

Veja como se proteger e entenda como funciona essa prática que aproveita jogos e brincadeiras na internet para propagar a prática de crimes virtuais.



A internet é um espaço onde a expressão encontra mais liberdade para se mostrar, dentro dos limites sociais e legais, é claro. Contudo, é preciso ter cuidado ao navegar pela web, principalmente através das redes sociais. Um dos problemas mais antigos e ainda presentes na internet é o anonimato, que permite e até estimula a aplicação de golpes.

Veja também: O que se sabe até agora sobre as comunidades do do WhatsApp, novo recurso em desenvolvimento

É fácil encontrar diversos dados de possíveis vítimas, aliás, nem precisa procurar muito para ter acesso às informações. Em alguns casos, os usuários fornecem diversos detalhes da vida particular quase que espontaneamente.

A figurinha do “Use a Sua” que viralizou no Instagram entrou para os trends da plataforma. Assim como ela, diversas correntes também foram bem aceitas pelos usuários cadastrados. Com isso, jogos inocentes acabaram dando informações valiosas para golpistas. Por exemplo, aquelas brincadeiras de “5 coisas sobre você” ou “10 fatos sobre mim”, enfim, qualquer jogo desse tipo pode ser perigoso.



Cuidado com as correntes em redes sociais; entenda o porquê

Diversas correntes como essas têm potencial de oferecer dados aos cibercriminosos. Afinal, nem é preciso fazer esforço para saber detalhes sobre sua vida particular. Assim, dá para criar um perfil fake (falso), utilizar suas fotos e ainda ter argumentos sobre suas curiosidades íntimas que poucas pessoas teriam acesso. Em outras palavras, todos os seus dados servem para que outras pessoas tentem se passar por você.

Está em alta um tipo de golpe onde o estelionatário rouba suas informações, constrói um perfil mentiroso e começa a conversar com familiares e amigos seus. O objetivo é sempre o mesmo: extorquir as vítimas. Por isso, o bandido inventa uma história e diz que precisa de dinheiro, daí pede para todos seus contatos mais próximos.

Como se proteger?

O exemplo apresentado é apenas um dos possíveis golpes que são aplicados diariamente em milhares de contas nas redes sociais. Contudo, existem formas de melhorar e aprimorar sua segurança; confira algumas dicas:

  • Use senhas fortes;
  • Nunca revele seus dados pessoais;
  • Utilize a validação de login de dois fatores;
  • Exclua contas antigas;
  • Mantenha suas informações privadas;
  • Se algum amigo teve o perfil roubado, denuncie e exclua a pessoa das suas redes;
  • Instale um bom antivírus;
  • Sempre desconfia;
  • Tenha cautela ao participar de correntes.




Voltar ao topo

Deixe um comentário