scorecardresearch ghost pixel



Destaques do dia: Empréstimo para negativados é liberado; INSS amplia crédito consignado e inicia pagamento de benefícios; Novo lote do PIS/Pasep hoje

Linha de microcrédito da Caixa é liberada pela primeira vez para negativados. Veja mais detalhes sobre essa e outras notícias.



A Caixa Econômica Federal liberou ontem, 28, uma linha de crédito para pessoas físicas e microempreendedores individuais (MEIs). Ainda sobre empréstimos, quem recebeu boas notícias foram os beneficiários de programas assistenciais e sociais, que agora têm acesso ao crédito consignado.

Leia mais: BC autoriza resgate de dinheiro esquecido o dia inteiro; Confira as datas

Hoje é dia de novos pagamentos de benefícios do INSS, como aposentadorias e pensões. Quem também recebe até um salário mínimo nesta terça-feira são os trabalhadores com direito ao abono PIS/Pasep. Confira mais detalhes nos destaques do dia.



Caixa oferece empréstimo para negativados

O governo federal anunciou no dia 17 de março a criação de um microcrédito para pessoas físicas e microempreendedores individuais (MEIs). Os recursos já começaram a ser liberados e fazem parte do Programa de Simplificação do Microcrédito Digital para Empreendedores (SIM Digital).

As pessoas físicas podem solicitar até R$ 1 mil por meio do aplicativo Caixa Tem. As taxas de juros saem a partir de 1,95% ao mês, com até 24 meses para pagar. O dinheiro está disponível mesmo para clientes negativados, o que configura uma ação inédita da Caixa.

Já quem é MEI deve procurar uma agência do banco estatal para fazer empréstimos de até R$ 3 mil. Nesse caso, os juros partem de 1,99% ao mês, também com parcelamento em até 24 meses. O microempreendedor precisa ter ao menos 12 meses de faturamento antes de fazer o pedido.

INSS amplia crédito consignado

Após o anúncio do governo de que o crédito consignado será ampliado, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) divulgou as regras para que as mudanças comecem a valer. Uma das principais alterações foi o aumento da margem consignável de 35% para 40%.

A partir de agora, aposentados, pensionistas e outros segurados poderão comprometer até 35% do que recebem com empréstimos consignados, e até 5% com cartão de crédito. Nessa modalidade, o desconto das parcelas é feito direitamente na renda mensal do beneficiário.



O prazo de pagamento de até 84 vezes, e as taxas máximas de juros de 2,14% (para operações de crédito consignado convencionais) e 3,06% (para transações com cartão) não foram modificados.

Outra mudança importante instituída pelo documento foi a ampliação da modalidade de crédito para quem recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas). O programa atende idosos acima de 65 anos e pessoas com deficiência (PcD) pertencentes a famílias de baixa renda.

Durante o anúncio da novidade, o governo informou que tem planos de ampliar o crédito consignado para beneficiários do Auxílio Brasil. Entretanto, isso ainda depende da autorização do Ministério da Cidadania.

Novos segurados recebem benefícios do INSS

Mais de 36 milhões segurados do INSS começaram a receber seus pagamentos mensais na última sexta-feira, 25. Os repasses de hoje têm como público os aposentados, pensionistas e beneficiários de outros auxílios que recebem até um salário mínimo por mês. Os que ganham acima do piso começarão a receber somente em abril.



A liberação ocorre conforme o final do Número de Identificação Social (NIS) do cidadão, sem considerar o dígito após o traço. Confira as datas:

Divulgação:

Últimos grupos recebem o abono PIS/Pasep

Esta terça também é dia de novos pagamentos do abono salarial PIS/Pasep ano-base 2020. O calendário segue com a liberação do PIS para os nascidos em novembro e termina na quinta-feira com os nascidos em dezembro:

  • Nascidos em novembro: recebem dia 28 de março;
  • Nascidos em dezembro: recebem dia 31 de março.

Vale destacar que o Banco do Brasil finalizou na semana passada os repasses do Pasep para os servidores públicos. Nos próximos dias, somente os funcionários de empresas privadas terão acesso ao PIS por meio da Caixa Econômica Federal.

Cada trabalhador pode sacar até um salário mínimo (R$ 1.212) de benefício, de acordo com o número de meses trabalhados no ano-base. Para cada mês de trabalho formal, ele recebe R$ 101 de abono.




Voltar ao topo

Deixe um comentário