scorecardresearch ghost pixel



Popularidade de Bolsonaro aumenta com Auxílio Brasil

Avaliação do atual presidente de República melhorou entre beneficiários do programa de transferência de renda.



A popularidade do presidente Jair Bolsonaro registou um aumento entre os beneficiários do Auxílio Brasil, mostra a nova pesquisa da Quaest e da Genial Investimentos sobre as Eleições 2022. No levantamento, 31% do público do programa disse que a gestão do atual chefe do Executivo vai “melhor que o esperado”.

Leia mais: Greve dos caminhoneiros está praticamente descartada?

Em fevereiro, a aprovação era de 25%. Em janeiro o número era ainda menor: apenas 23% dos atendidos pela iniciativa apoiavam o mandato.

Entre os brasileiros que recebem o Auxílio Brasil e votaram em Bolsonaro, 23% consideram que governo está pior do que esperavam. O número representa uma queda de 22 pontos em relação aos 45% que tinham a mesma opinião em fevereiro. Outros 44% acreditam que o governo é o que esperavam.



Veja os dados do levantamento:

Intenções de voto

Embora as intenções de voto de Bolsonaro também tenham registrado uma melhora de três pontos percentuais, para 26%, a pesquisa mostra que ele ainda está atrás de Lula. A diferença é de 18 pontos, já que o ex-presidente é a opção de 44% dos entrevistados.



Atrás do atual presidente estão os candidatos Ciro Gomes (PDT), com 7%, e Sérgio Moro (Podemos), com 6% das intenções.

Auxílio Brasil

O programa criado para substituir o extinto Bolsa Família atualmente atende mais de 18 milhões de brasileiros em situação de pobreza e extrema pobreza. Antes da troca, o público era de 14,6 milhões.

Além das inclusões, outro fator que contribuiu para o impulso na popularidade de Bolsonaro foi o aumento do valor do benefício. Até dezembro de 2022, uma medida provisória garante que nenhuma família recebe menos de R$ 400 por mês de Auxílio
Brasil.




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário