scorecardresearch ghost pixel



3 motivos para o Caixa Tem NÃO APROVAR seu pedido de empréstimo

Mesmo oferecendo crédito facilitado, inclusive para quem está negativado, banco tem negado solicitações. Entenda o porquê!



A Caixa Econômica Federal lançou recentemente o novo Programa de Simplificação do Microcrédito Digital para Empreendedores (SIM Digital). Ele é oferecido pelo Caixa Tem para pessoas físicas e Microempreendedores Individuais (MEIs) que querem investir nos seus negócios, seja para a formalização ou expansão. O limite varia entre R$ 1 mil e R$ 3 mil, dependendo da modalidade.

Leia mais: Quem não tem conta no Caixa Tem pode solicitar novo empréstimo?

Mas mesmo oferecendo crédito facilitado, inclusive para quem está negativado, o empréstimo Caixa Tem vem negando contratações de muitas pessoas que tentam fechar um acordo. E para sanar as dúvidas, o banco acredita que os motivos mais comuns para as negativas sejam três. Conheça eles logo abaixo!

3 motivos para o Caixa Tem não aprovar um pedido de empréstimo

Veja a seguir quais as razões mais comuns que geram a recusa de uma solicitação de crédito junto ao banco:



1. Não ter passado pela análise automática realizada pelo aplicativo

A avaliação dos dados do requerente pelo Caixa Tem é feita de forma automática. Sendo assim, pode ocorrer de, no momento de preenchimento dos dados, o usuário colocar uma informação incorreta ou divergente. O resultado disso pode ser a reprovação no pedido de microcrédito.

O ponto positivo é que existe a possibilidade de fazer a atualização cadastral. A partir daí, o prazo de 10 dias para a aprovação é retomado. Lembrando que os requisitos para a liberação do crédito pela Caixa utiliza como referência as informações cadastrais do usuário, histórico de crédito, o quanto a pessoa pode pagar por mês, etc.

2. Ter dívidas acima de R$ 3 mil em janeiro de 2022

Mesmo quem se encaixa no perfil empreendedor da ação, o microcrédito ainda pode ser negado no caso de quem possuía contas de R$ 3 mil ou mais em 31 de janeiro de 2022. Esta é uma das regras estabelecidas pela Portaria MTP nº 660, de 28 de março de 2022.

“Pessoas Físicas ou Microempreendedores Individuais (MEI) que possuem operações de crédito em bancos com operações de crédito em bancos com valor somado total maior que R$ 3.000 não são elegíveis para contratação do crédito”, informa a regra.



Apenas financiamento de casa própria, nesse caso em específico, não entra como dívida. Além disso, mesmo quem está negativado pode ter acesso ao crédito.

3. Não se encaixar na proposta do SIM como empreendedor

O objetivo do microcrédito Caixa Tem SIM Digital é o de estimular o empreendedorismo popular e a formalização de pequenos negócios. Dito isso, o crédito liberado pela Caixa não deve ser utilizado para o pagamento de contas ou compras de uso pessoal.

O verdadeiro público-alvo da iniciativa são pessoas que possuem alguma atividade informal – como venda de alimentos caseiros, artesanatos e outros serviços, por exemplo – e desejam expandir os negócios, seja na compra de insumos, maquinário ou para capital de giro.

Neste caso, aqueles que não se enquadram nesse perfil, a dica é optar pelo Crédito Caixa Tem tradicional, lançado no ano passado. Nele, as taxas de juros são de R$ 3,99% ao mês, enquanto que no SIM digital elas giram a partir de 1,95% e 1,99% ao mês.




Voltar ao topo

Deixe um comentário