scorecardresearch ghost pixel



Preço do etanol dispara: biocombustível só vale a pena em um estado

Levantamento da (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis mostra o aumento registrado em apenas uma semana.



O preço do etanol disparou na maior parte do país na última semana, com aumento em 21 estados e no Distrito Federal. Os dados são da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), compilados pela AE-Taxas.

Leia mais: Brasil entra na lista de países com a gasolina mais cara do mundo; Confira o ranking

A média nacional do preço do litro do biocombustível chegou a R$ 5,241, alta de 4,53% em relação ao registrado na semana anterior (R$ 5,014).

Em apenas quatro estados, houve queda no preço, enquanto no Amapá ele se manteve estável. Os postos do estado de São Paulo, maior produtor e consumidor de etanol do país, tiveram o maior aumento nacional (5,89%), com o produto sendo vendido a R$ 5,036 na média.



O novo aumento torna o combustível vantajoso apenas no estado de Goiás. Nem mesmo em São Paulo, onde ele tradicionalmente ele é mais competitivo, vale mais a pena encher o tanque com ele.

O produto é considerado mais vantajoso que a gasolina quando seu preço equivale a até 70% do valor do derivado de petróleo. No maior estado brasileiro, a proporção já chega a 72,72%.

Menor e maior preço

No Brasil como um todo, o preço do etanol subiu em média 12,81%. A pesquisa também mostra o preço mínimo, mínimo médio estadual, máximo, e máximo estadual encontrados. Confira:

  • Menor preço: São Paulo (R$ 4,099 o litro);
  • Menor preço médio estadual: Mato Grosso (R$ 4,927 o litro);
  • Maior preço: Rio Grande do Sul (R$ 7,696 o litro);
  • Maior preço médio estadual: Amapá (R$ 6,450 o litro).




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário