scorecardresearch ghost pixel



Alimentação para idosos: confira o que não pode faltar em sua dieta

A alimentação para idosos deve atender suas necessidades nessa fase da vida. Entenda quais alimentos precisam estar presentes em sua dieta.



Assim ocorre em cada fase de nossas vidas, quando bebês recém-nascidos nossa alimentação é apenas líquida, conforme crescemos as necessidades de nutrientes se alteram, e assim, alteramos nossa dieta. Essas mudanças ocorrem rapidamente, a cada ano nossa alimentação vai se moldando conforme nossas necessidades.

Veja também: Congelar banana dá certo? Descubra como conservar a fruta

Até que cheguemos à idade adulta (entre 18 e 65), por essa fase durar muitos anos, criamos hábitos e costumes que podem dificultar nossa mudança alimentar quando passarmos para a fase idosa, depois dos 65.



Desde os 40 anos nossa massa muscular começa a reduzir, então quando chegamos aos 65 o acumulado dessa redução já começa a ser significativa. 

Com uma massa muscular menor, nossa necessidade calórica é reduzida também, enquanto um adulto saudável necessita em média 2500 kcal diárias, um idoso já reduz sua necessidade para 1700 kcal, e essa redução vai aumentando com o passar dos anos, cerca de 10% a menos a cada 10 anos.

Fora a redução calórica, a necessidade de nutrientes também se altera. Pois apesar de precisarmos de menos calorias, os demais nutrientes continuam sendo importantes, em alguns casos, a quantidade deles aumentam. Diante disso, a redução no consumo de açúcares e gorduras torna-se fundamental.



Como a necessidade nutricional aumenta e a quantidade calórica precisa diminuir, logo, entendemos que controlar e qualificar o tipo de alimentação é fator chave para a boa saúde na velhice.

Alimentos que precisam estar na dieta dos idosos

Os alimentos que precisam estar presentes na dieta de uma pessoa idosa são:

  •  Fontes de proteínas como carnes, ovos, peixes, alimentos leguminosos e oleaginosas.
  •  Carboidratos complexos como cereais, pão integral e as raízes como a batata-doce e a mandioca.
  •  Frutas: que ajudam a manter os níveis nutricionais vitamínicos equilibrados, prevenindo doenças e fortalecendo o sistema imunológico.
  •  Alimentos fontes em minerais como cálcio, ferro, selênio que encontramos nas carnes vermelhas, vísceras e peixes e na gema do ovo.


Além disso, é importante ter atenção à quantidade de sal consumida, que não deve ultrapassar 5 gramas por dia. Outra importante recomendação é ter atenção à hidratação, pois conforme os anos passam, é normal o idoso sentir menos sede, não significando, portanto, que não precise ingerir a quantidade de água necessária conforme seu peso e gasto calórico.

Por fim, é recomendada a prática de atividade física, como caminhadas e alongamentos que ajudam a manter o corpo em movimento e mais saudável.




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário