scorecardresearch ghost pixel



Como sacar os valores liberados no PIS/Pasep em 2022?

Saiba detalhes sobre o PIS/PASEP e como sacar os valores.



Como já sabemos, tanto o PIS, quanto o Pasep, são contribuições sociais pagas pela iniciativa privada e pelo setor público. São iniciativas que têm o objetivo de distribuir melhor a renda entre os trabalhadores que recebem menor salário.

Veja também: Caixa libera saque do PIS/Pasep esquecido; confira se você tem direito

O que é PIS?

O PIS é a sigla destinada ao Programa de Integração Social, que tem seu pagamento destinado ao trabalhador da iniciativa privada. Seu objetivo é financiar o pagamento do seguro desemprego, abono e participação na Receita de Empresas Privadas. Nesse caso, a instituição financeira responsável pelos pagamentos é a Caixa Econômica Federal.

O que é Pasep?

Já a sigla Pasep faz referência ao Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público, o qual tem o mesmo objetivo do PIS, no entanto, os responsáveis pelos depósitos são os órgãos e as empresas públicas. Além disso, vale mencionar que a instituição financeira responsável por administrar o Pasep é o Banco do Brasil.



Quem tem direito ao PIS/Pasep?

Para ter direito ao PIS/Pasep é necessário que o trabalhador esteja seguindo alguns pré-requisitos:

  • Ter cadastro no PIS/Pasep há pelo menos 5 anos;
  • Ter exercido trabalho remunerado para pessoa jurídica por, pelo menos, 30 dias no ano-base considerado para apuração do benefício – esses 30 dias trabalhados podem ser consecutivos ou não;
  • Durante o ano-base de apuração do benefício, o trabalhador deve ter recebido até dois salários mínimos médios de remuneração;
  • Os dados do trabalhador devem ter sido informados corretamente pelo empregador na RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) ou no e-Social.


Como consultar o PIS/Pasep?

Todo trabalhador possui um número de PIS/Pasep, no caso do PIS, esse número é o mesmo do NIS – Número de Identificação Social – e do NIT – Número de Identificação do Trabalhador. Além disso, esse número pode ser encontrado nos seguintes documentos:

  • Carteira de trabalho;
  • Extrato do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS);
  • Cartão Cidadão e agência da Caixa Econômica Federal, portando RG e CPF (para o PIS);
  • Agência do Banco do Brasil, portando RG e CPF (para o PASEP).

Caso o trabalhador prefira, ele pode realizar a consulta através do site do Cadastro Nacional de Informações Sociais, seguindo o seguinte passo a passo:

  • Acesse o site do CNIS;
  • Marque o ícone “Cidadão”;
  • No canto superior esquerdo, aparecerá a aba “Inscrição”. Ao clicar nela, aparecerá a opção “Filiado”, na qual você deve clicar também;
  • Preencha as informações pessoais solicitadas nesse campo (nome completo, nome da mãe, data de nascimento e CPF);
  • Ao clicar em “continuar”, aparecerá uma faixa lilás com o seu número do NIT em vermelho. Esse é o seu número de PIS ou PASEP.


Como sacar os valores liberados?

O público que deveria ter feito o saque entre julho de 2019 e junho de 2020 terá uma nova chance para retirar o valor. No entanto, vale destacar que esse lote é diferente do lote que foi liberado neste ano, referente ao ano de 2020.

Para sacar é simples:

  • Presencialmente: com um documento com foto em uma das unidades regionais do Ministério do Trabalho;
  • Pelo e-mail trabalho: [email protected], colocando no lugar de “uf” a sigla do estado em que o trabalhador reside;




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário