scorecardresearch ghost pixel



Governo libera Bolsa Empreendedor de R$ 1.000; Veja como participar

Para receber ajuda, participantes deverão realizar curso de capacitação. Aulas vão começar em junho e devem ocorrer no formato à distância (EAD).



Trabalhadores informais que vivem em situação de vulnerabilidade podem se inscrever no programa Bolsa Empreendedor que libera R$ 1 mil. A iniciativa é uma ação da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de São Paulo, desenvolvida para ajudar no crescimento financeiro de famílias que residem no estado.

Leia mais: 5 parcelas do auxílio emergencial são confirmadas; Consulte seu CPF

São oferecidas 130 mil vagas em cursos de capacitação sob comando do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). As aulas vão começar em junho e devem ocorrer no formato à distância (EAD). A carga horária prevista é de 10 horas.



A concluir os módulos, o participante deve se formalizar como Microempreendedor Individual (MEI) para ter acesso aos recursos da bolsa de R$ 1 mil, paga em duas parcelas de R$ 500. Além disso, ao se tornar microempreendedor, o participante também passa a ter acesso aos demais benefícios previdenciários.

Quais as condições para participar do Bolsa Empreendedor?

Os interessados em participar do programa deve atender os critérios de elegibilidade, a saber:

  • Possuir idade mínima de 18 anos;
  • Ser alfabetizado;
  • Estar desempregado ou ser MEI;
  • Residir no estado de São Paulo.

Quem é MEI também pode participar do programa. A ideia é fornecer subsídios para esse público ampliar os conhecimentos e melhorar seus negócios.



Além disso, possuem prioridade na seleção pessoas de baixa renda, mulheres, jovens entre 18 e 35 anos, negros, pardos ou indígenas, mulheres e pessoas com deficiências (PcD).

Como se inscrever para o Bolsa Empreendedor

Para participar do programa, o cidadão interessado deve preencher o formulário de cadastro disponível no site Bolsa do Povo.

Além do endereço, nome completo e CPF, o interessado também deverá informar o tipo de ocupação, nível de escolaridade e quantas pessoas moram na residência.

Por fim, as instruções relacionadas ao curso – como data, horário e acesso a sala virtual – serão encaminhadas pelo Sebrae via e-mail ou SMS em breve.




Voltar ao topo

Deixe um comentário