scorecardresearch ghost pixel



Governo sinaliza nova liberação do Auxílio Emergencial em 2022? Entenda possibilidade

Saiba quem tem direito a nova liberação do Auxílio emergencial 2022.



Nos dias que estão por vir, o Governo Federal pretende pagar mais uma parcela do Auxílio Emergencial, após ter sido pressionado por alguns setores da sociedade. Alguns membros da Defensoria Pública da União (DPU) e de algumas organizações que fazem pressão no Governo para que seja adotada uma renda básica universal, a liberação do Auxílio deve acontecer em breve.

Veja também: 5 parcelas de R$ 600 do auxílio emergencial são liberadas; Saiba como consultar

Contudo, essas informações ainda não foram confirmadas pelo poder Executivo. No último dia 16 de maio, vários membros de alguns grupos sociais reuniram-se com alguns participantes do Ministério da Cidadania para acordarem sobre a continuidade do Auxílio Emergencial. E mesmo sem nenhum tipo de confirmação, de acordo com as informações divulgadas, o Governo pretende pagar mais um lote do benefício.



No ano de 2020, o Congresso Nacional tomou a decisão de que o Governo Federal teria que pagar uma cota dupla do Auxílio Emergencial para mães e pais solteiros. Contudo, o presidente Jair Bolsonaro decidiu que os pais solteiros não deveriam receber o auxílio e, então, o benefício foi pago apenas para as mães solteiras, as quais receberam o valor referente a R$ 1,2 mil por mês.

No ano passado, 2021, o veto do presidente quanto ao benefício ser pago aos pais solteiros foi revogado, o que fez com que o Governo Federal tivesse a obrigação de pagar a diferença para os homens solteiros com filhos.

Por mais que o Ministério afirme que milhares de pais solteiros por todo o país já receberam os valores, muitos afirmam que ainda não receberam nada. E são exatamente esses valores que o Governo pretende pagar nos próximos meses.



Quem está apto a receber os valores retroativos do Auxílio Emergencial?

Mesmo que o benefício ainda não tenha sido confirmado, é possível afirmar qual o grupo de pessoas que poderá receber os valores retroativos do Auxílio Emergencial. O objetivo é que todos os pais solteiros que receberam apenas os valores de R$ 600 mensais pagos nas primeiras liberações no ano de 2020, recebam o valor atrasado.

É importante ressaltar que o grupo de homens solteiros com filhos que podem vir a receber os valores atrasados, não engloba aqueles que já receberam o benefício este ano. Isso quer dizer que, quem já recebeu, não receberá de novo.

As mães solteiras também não fazem parte do grupo de pessoas que vai receber a parcela do Auxílio Emergencial, visto que todas essas mulheres já receberam os referentes valores.




Voltar ao topo

Deixe um comentário