scorecardresearch ghost pixel



INSS: trabalhador pode ter desconto de até 40% na aposentadoria

O pedido de aposentadoria na hora certa pode evitar o desconto de ate 40% do benefício. A simulação pode ser feita pelo trabalhador antes do pedido ao INSS.



Todo centavo conta, principalmente na hora da aposentadoria. O problema é que muitos trabalhadores podem ter um desconto de até 40% no valor do benefício pago pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Confira os casos e como evitar que isso aconteça.

Leia mais: Atenção, motorista: Estas 10 leis de trânsito geram multa e pouca gente sabe

A mudança veio depois da reforma da Previdência, em 2019. Por essa razão, mesmo o trabalhador que contribuiu com o valor máximo pode se aposentar sem a garantia do teto pago pelo INSS. E a diferença está em pequenos detalhes.

Desconto de 40% na aposentadoria

Entre os motivos que podem levar ao desconto de até 40% na aposentadoria está a idade em que o trabalhador escolhe se aposentar. Isso porque a pessoa que se aposenta mais cedo tende a receber o benefício por mais tempo. E isso é levado em conta na hora do cálculo do valor da aposentadoria.



Antes da reforma, a regra do fator previdenciário considerada a relação entre idade, tempo de contribuição e expectativa de sobrevida para a aposentadoria por tempo de contribuição. E o cálculo da aposentadoria levava em conta a média dos salários, retirando os 20% menores.

Com as mudanças a partir de 2019, o fator previdenciário passou a ser aplicado apenas na regra de transição do pedágio de 50%. Assim, a aposentadoria só é paga dessa forma aos trabalhadores que estavam a menos de dois anos de se aposentar. A transição foi a maneira encontrada para não prejudicar quem estava prestes a ter o benefício.

Apesar disso, o cálculo do fator previdenciário continua reduzindo o benefício de quem se aposenta mais cedo. A única regra de transição que permite o recebimento do benefício integral, com 100% da média das contribuições, é do pedágio de 100%.



Assim, para evitar descontos na aposentadoria e diante das mudanças provocadas pela reforma, a orientação é contar com o suporte de uma assessoria especializada em Previdência. Assim o trabalhador saberá a melhor hora para pedir a aposentadoria e não ter tantos descontos.

Além disso, outra dica é a simulação da aposentadoria por meio do aplicativo Meu INSS. Por ele o trabalhador consegue ver o valor a receber de acordo com cada regra atualizada pela reforma.




Voltar ao topo

Deixe um comentário