scorecardresearch ghost pixel



Qual é mais econômico: botijão, gás encanado ou energia elétrica?

Economizar gastando menos para manter os bens de primeira necessidade da casa é essencial quando os preços seguem subindo sem parar, exigindo planejamento financeiro familiar.



Conforme o IPCA 15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) do mês de abril, nos últimos 12 meses tudo que compõe o básico para viver subiu em média 12,85%. As pessoas que já viviam com o orçamento apertado agora precisam criar alternativas para fazer economias. O gás de cozinha está quase  20% mais caro, então é um dos itens que as pessoas têm buscado poupar de diversas maneiras. 

Veja também: Receita de hambúrguer caseiro feito na churrasqueira

Além de mudar os preparos culinários, existem outras formas de evitar o consumo excessivo desse recurso. Um deles é usar a energia elétrica para cozinhar, seja com fornos, panelas elétricas e outros aparelhos. Isso porque muitas vezes conseguem ser mais eficientes que o gás de cozinha e o gás encanado. 



Afinal, a energia elétrica é realmente mais barata que o gás tradicional?

Depende, é importante considerar os seus hábitos, você costuma cozinhar muito ou raramente? Isso vale na hora de escolher entre o gás encanado ou o botijão. O primeiro tem uma taxa fixa + o consumo e a instalação, enquanto o segundo cobra por demanda.  Verifique quais valores médios da sua região e antes de mudar, faça uma projeção de custos. 

Contudo, a energia elétrica pode te ajudar nessa economia como um complemento. A maioria dos preparos usando eletricidade exige menos potência energética. Portanto, a famosa air fryer tem um papel importante quando a ideia é poupar dinheiro.




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário