scorecardresearch ghost pixel



Quem é solteiro pode receber o Auxílio Brasil? Veja as regras

As regras do Auxílio Brasil definem quem pode ou não receber pelo menos R$ 400 todo mês. Veja como fica a situação de quem é solteiro.



O Auxílio Brasil atende hoje mais de 18 milhões de brasileiros de baixa renda. Para ter acesso ao valor mínimo mensal de R$ 400, antes de tudo as famílias devem ter a inscrição no Cadastro Único (CadÚnico). Será que quem é solteiro entra na lista de beneficiários? Entenda as regras.

Leia mais: Procurando um cartão de um grande banco? Caixa volta a oferecer anuidade grátis permanente 

Primeiramente é importante saber que é pelo CadÚnico que o governo direciona os benefícios sociais. Ou seja, sem a inscrição o interessado não tem a mínima condição de entrar para a lista do benefício.

Solteiro no Auxílio Brasil

Feito o CadÚnico, o próximo passo é estar dentro das regras do programa. Segundo a página oficial do Auxílio Brasil, tem direito as famílias em situação de extrema pobreza; pobreza e famílias em regra de emancipação.



Ou seja, o que vale para ser aceito no programa é a renda da família. As famílias em situação de extrema pobreza tem renda por pessoa de até R$ 105,00 e as em situação de pobreza, entre R$ 105,01 e R$ 210,00.

Assim sendo, o principalmente fator levado em conta pelo governo federal é o recurso da família. Por isso, não importa se o cidadão é ou não solteiro, ele pode ter acesso ao Auxílio Brasil desde que esteja na margem de renda.

O Auxílio Brasil é coordenado pelo Ministério da Cidadania. Mas a inscrição no CadÚnico é feita pelas prefeituras. Os interessados devem procurar uma unidade do Centro de Referência em Assistência Social (Cras) com os documentos pessoais.



Recentemente o governo federal lançou o aplicativo do Cadastro Único. Por ele, o cidadão consegue fazer uma pré-inscrição e fornecer os primeiros dados solicitados. Assim, quem está interessado em entrar para o Auxílio Brasil tem que se inscrever o quanto antes.

É só baixar o aplicativo no celular e seguir as etapas, como a criação de login e senha. Depois do pré-cadastro, o cidadão tem até 120 dias para ir a um posto de atendimento e completar os demais dados do Cadastro Único, como escolaridade, trabalho e remuneração.




Voltar ao topo

Deixe um comentário