scorecardresearch ghost pixel



Saiba o que você NÃO deve fazer, se quer trabalhar no exterior

Veja o que não fazer se você quer trabalhar no exterior.



Trabalhar no exterior é o sonho de muitos brasileiros, viver o tal “sonho americano”, fazem com que muitas pessoas deixem suas vidas no Brasil para viver no exterior.

Veja também: Nubank abre vagas de emprego no Brasil e no exterior; confira oportunidades

Nessa matéria vamos dar algumas dicas do que você não deve fazer se quer ir trabalhar no exterior. Se você está pensando em se mudar para o exterior, os empregos por lá, são uma boa maneira de conquistar uma vivência no mercado de trabalho.



 

Além do mais, isso pode melhorar o seu idioma, aumentar seu networking e ainda proporcionar uma grande experiência em uma cultura totalmente diferente.

Para você conquistar esse objetivo de morar fora do país, você deve trilhar caminhos que te levem ao emprego dos sonhos no exterior.

Dicas para trabalhar fora do país

Agora preste muita atenção, pois listamos aqui algumas dicas para que você consiga um emprego em outro país.

Não traduza as informações usando o google

O google tradutor é uma boa ferramenta para esclarecer algumas dúvidas e para usar no dia a dia. Quando é pedido documentos ou redações para ser feito o visto, ou até mesmo itens para o processo seletivo, o aplicativo oferece uma tradução ao “pé da letra”.



 

Ou seja, ele não vai oferecer um sentido geral da coisa e nem leva em consideração o contexto. Por isso, você deve evitar essa plataforma para realizar processos mais sérios.

Não omita sobre o nível de inglês

Os recrutadores mais experientes, tem a sensibilidade para usar na hora de ser feita a entrevista, para saber quando o candidato não soube avaliar seu grau de inglês, ou quando mentiu sobre, para tentar garantir a vaga. Uma boa dica é você não subestimar sua capacidade de falar outro idioma, sempre seja honesto com você mesmo.

Não traduzir o currículo

É muito importante saber como é feito o currículo no exterior, pois ele é bem diferente do currículo brasileiro. Então é preciso entender, que para concorrer uma vaga de emprego internacionalmente, não basta apenas traduzir o seu currículo. Cada país tem sua característica, por isso não faça somente a tradução do documento.



 

Para ter uma noção, na Europa, geralmente eles valorizam mais formação acadêmica. Já no Reino Unido, eles valorizam mais a experiência e nos Estados Unidos, as atividades extracurriculares ou trabalhos voluntários pensam mais no currículo.

Na Alemanha e na Holanda, por exemplo, é necessário colocar uma foto pessoal e a data de nascimento. Caso ainda tiver muitas dúvidas o ideal é que procure ajuda.




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário