scorecardresearch ghost pixel



14º salário de aposentados e pensionistas avança! Ainda sai em 2022?

A expectativa pela aprovação do 14º salário dos aposentados e pensionistas está maior depois de uma audiência pública que discutiu o projeto.



O 14º salário dos aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vem sendo discutido desde 2020. A antecipação do 13º por conta da pandemia da Covid-19 deixou muita gente sem grana na reta final do ano. O projeto do salário extra avança e tem nova expectativa de aprovação ainda em 2022.

Leia mais: Corpus Christi: como fica o funcionamento dos bancos no feriado?

No final de maio, uma audiência pública voltou a discutir o projeto do 14º salário de aposentados e pensionistas. As discussões foram acompanhadas por parlamentares, sindicalistas e ativistas.



14º de aposentados e pensionistas

A expectativa é de que o projeto de Lei 4367/20 seja votado em breve. A audiência pública foi realizada pela Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa, da Câmara dos Deputados.

A cobrança é para que a votação do projeto aconteça ainda neste ano. Isso porque o pagamento do salário extra era previsto para 2020 e 2021. A tentativa era a de amenizar os prejuízos provocados pela pandemia da Covid-19.

Para muitas famílias, o dinheiro dos segurados do INSS foi a única fonte de renda. Ainda mais diante do desemprego que atingiu muitos brasileiros.

Nesses períodos, os aposentados passaram a ser os principais responsáveis pelo sustento da família. E por isso, o 13º salário antecipado não foi o suficiente para dar conta de todos as despesas da casa.



De acordo com especialistas em previdência, a reforma de 2019 também deixou muitos aposentados no prejuízo. Por exemplo, no caso de morte, as viúvas passaram a ter o direito de 60% e não mais 100% como antes.

Assim, a esperança dos aposentados e pensionistas é a aprovação do 14º salário e liberação do dinheiro ainda neste ano. A última movimentação do projeto foi em novembro do ano passado.

Agora a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) recebeu o parecer do relator e o texto pode enfim se votado e aprovado.




Voltar ao topo

Deixe um comentário