scorecardresearch ghost pixel



Auxílio combustível e aumento do vale-gás podem sair em breve

Ambas as medidas podem ser incluídas na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para evitar bloqueios impostos pela lei eleitoral.



Está em discussão entre o governo Jair Bolsonaro (PL) e lideranças do Congresso Nacional a possibilidade de criação de um auxílio mensal destinado aos caminhoneiros autônomos. Indo além, integrantes do Parlamento e do Executivo também planejam ampliar o vale-gás, tanto no número de beneficiários quanto no valor do programa.

Leia mais: Auxílio permanente de R$ 1.200: liberação ainda pode ocorrer em 2022?

Na tentativa de evitar bloqueios impostos pela lei eleitoral, que proíbe a criação ou expansão de programa sociais em ano eleitoral, as duas medidas seriam então incluídas na Proposta de Emenda à Constituição (PEC). Atualmente, ela está em discussão no Senado, na tentativa de reduzir o preço dos combustíveis.

Resposta aos reajustes dos combustíveis

Comandadas pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), as discussões fazem parte da frente aberta no Congresso Nacional que buscam reduzir os preços dos combustíveis, que subiram ainda mais de preço após os reajustes da Petrobras da última semana. O diesel, por exemplo, aumento 14,26%, complicando a vida dos caminhoneiros.



A expectativa é que parlamentares e aliados do atual governo também coloquem em discussão o aumento de R$ 50 bilhões para despesas que estão fora do teto de gastos. Nesse sentido, a PEC pode destravar a implementação de ambos os programas e abrir espaço orçamentário.

Importante frisar que também está em discussão a liberação de um auxílio voltado para motoristas de aplicativos e taxistas. A avaliação sobre esse tema, no entanto, ainda não chegou a um consenso. Diferentemente do auxílio caminhoneiro, que prevê beneficiar uma das bases eleitorais que mais apoiam o presidente Bolsonaro.




Voltar ao topo

Deixe um comentário