scorecardresearch ghost pixel



Bolsonaro aprova até R$ 90 bilhões em crédito para pequenos negócios

O Governo Federal lançou uma linha de crédito exclusiva para os pequenos negócios. O dinheiro ficará disponível dentro de 60 dias.



O Governo Federal lançou recentemente um programa de crédito para pequenos negócios. A previsão é disponibilizar até R$ 90 bilhões para micro e pequenas empresas ainda em 2022. Segundo os dados do Ministério da Economia, pelo menos 69% são de Microempreendedores Individuais (MEIs).

Leia mais: Carro 0 km com 30% de desconto para quem é MEI; Veja como funciona

Os créditos devem ser liberados por meio de programas como o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe) e pelo Programa Emergencial de Acesso ao Crédito (PEAC). Outra opção é incluir também o Programa de Estimulo ao Crédito (PEC).



Crédito para pequenos negócios

O programa leva o nome de Crédito Brasil Empreendedor tem o intuito de viabilizar financiamentos para os pequenos negócios. A medida deve favorecer principalmente o setor de serviços, bastante prejudicado pela pandemia da COVID-19.

Apesar do anúncio do governo, o crédito não vai ser liberado de imediato. Os bancos podem levar até dois meses para operacionalizar a linha de crédito para os pequenos negócios em questão.

Ainda de acordo com o governo, o programa de crédito quer dar um fôlego para os pequenos negócios brasileiros, por isso a promessa é de recursos com condições vantajosas.

O anúncio do programa veio depois de uma forte cobrança dos empresários diante da alta dos juros no Brasil. Mesmo com o anúncio da linha de crédito especialmente para a categoria, alguns representantes do setor alegam que o valor é baixo, especialmente diante das perdas dos pequenos negócios.



O crédito terá carência de 6 a 12 meses, além de prazo para pagar entre um e cinco anos. A taxa ao mês deve ser de até 2,8%. Dados do Ministério da Economia mostram que só nos primeiros quatro meses desses ano já foram abertas 1.350.127 empresas.

O aumento é de 11,5% em relação aos últimos quatro meses do ano passado, mas representa queda de 3,2% comparado ao mesmo período de 2021. A proposta do programa é incentivar a retomada e estimular os novos negócios.




Voltar ao topo

Deixe um comentário