scorecardresearch ghost pixel



Descubra se a inscrição no CadÚnico garante o pagamento do Auxílio Brasil

Sistema do governo federal reúne informações de pessoas de baixa renda para implementação de ações sociais.



Dados do Ministério da Cidadania compilados pela CNM (Confederação Nacional dos Municípios) mostram que cerca de 1,3 milhão de famílias estão na fila para receber o Auxílio Brasil. Esse grupo atende todos os requisitos exigidos e tem inscrição ativa no CadÚnico (Cadastro Único).

Leia mais: INSS paga R$ 25,4 bilhões em atrasados para segurados; veja quem recebe

Atualmente, cerca de 18,1 milhões de famílias em situação de extrema pobreza ou pobreza fazem parte do programa. O benefício mínimo pago a cada uma delas corresponde a R$ 400 por mês, conforme previsto por lei.



Mas afinal, se a pessoa tem cadastro no CadÚnico e atende todas as regras, porque ainda não começou a receber o Auxílio Brasil? Entenda.

Espera pelo benefício

O agravamento da situação econômica do país aumentou o número de brasileiros na linha da pobreza e da extrema pobreza. Contudo, o governo federal alega que não dispõe de verbas suficientes para custear uma ampliação para tantas pessoas.

Em maio, apenas 56 mil famílias entraram na folha de pagamento do Auxílio Brasil, segundo informações do Ministério da Cidadania. O número é bastante reduzido em relação ao total de cidadãos que esperam para participar do programa.

Após a criação de um piso (valor mínimo) para o benefício, os gastos com a iniciativa subiram para a casa dos R$ 89 bilhões por ano.



Auxílio Brasil em junho

O governo ainda não divulgou os dados de junho, então anda não é possível saber se haverá novas inclusões no Auxílio Brasil. Contudo, o calendário já foi divulgado, e começa no próximo dia 17. Veja as datas:




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário