scorecardresearch ghost pixel



Dinheiro ‘esquecido’: PIS/Pasep ainda está disponível para milhares de trabalhadores

Trabalhador que deixou de resgatar o benefício em 2020 tem nova oportunidade até o fim deste ano. Veja como fazer.



Milhares de trabalhadores podem sacar uma boa grana fazendo apenas uma solicitação via telefone ou internet. O abono salarial PIS/Pasep ano-base 2019 foi liberado novamente para quem deixou de resgatar o benefício em 2020, quando foi pago pela primeira vez.

Leia mais: Qual será o preço da gasolina após a implementação do teto do ICMS?

O governo autorizou o início dos pedidos de reemissão do crédito no dia 31 de março, e o prazo vai até 29 de dezembro. Os critérios para receber o abono são:

  1. Estar cadastrado no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
  2. Ter recebido remuneração mensal de até dois salários mínimos, em média, em 2019;
  3. Ter exercido atividade remunerada por pelo menos 30 dias, consecutivos ou não, em 2019; e
  4. Estar com os dados atualizados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS)/eSocial.


Como solicitar o abono PIS/Pasep?

O interessado deve enviar um pedido diretamente ao Ministério do Trabalho e Previdência, por meio de um dos canais informados abaixo:

  • Central Alô Trabalhador, no telefone 158;
  • E-mail [email protected], substituindo as letras ‘uf’ pela sigla do estado onde mora;
  • Portal Gov.br.

A consulta do benefício pode ser feita no aplicativo Carteira de Trabalho Digital (CTPS), onde são informados dados como valores e datas de pagamento. O trabalhador também tem a opção de checar as informações direito nos canais do banco pagador do abono:



PIS (funcionário de empresa privada)

  • Aplicativo Caixa Trabalhador;
  • Site da Caixa;
  • Telefone 0800 726 0207.

Pasep (servidores públicos)

Central de atendimento do Banco do Brasil:

  • 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas);
  • 0800 729 0001 (demais cidades);
  • 0800 729 0088 (deficientes auditivos).




Voltar ao topo

Deixe um comentário