scorecardresearch ghost pixel



Liberado novo concurso INSS 2022 com 1.000 vagas para nível médio

Autorização de um certame da autarquia surge em meio às reivindicações dos servidores em relação ao grande déficit de funcionários.



O governo federal autorizou o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) a realizar um novo concurso público. Ao todo, a oferta será de mil vagas para o cargo de técnico do seguro social, de nível médio. A autorização para a realização do certame foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 13.

Leia mais: INSS: veja quem pode receber o salário extra de até R$ 2.424

Em relação ao prazo de publicação do edital concurso INSS 2022, a abertura do processo seletivo deverá acontecer em até seis meses, contados a partir da data de publicação da autorização. Sobre o salário oferecido, o valor ainda não foi divulgado.



Reinvindicação dos servidores

A liberação de um concurso INSS 2022 surge em meio às reivindicações dos servidores em relação ao grande déficit de funcionários. Atualmente, segundo dados da Federação Nacional dos Sindicatos de Trabalhadores em Saúde, Trabalho e Previdência Social (Fenasps), o número de vagas desocupadas chega a 23 mil.

Lembrando que os trabalhadores já paralisaram as atividades por quase dois meses este ano. Alguns deles alegando desgaste mental e profissional, sendo a realização de um novo processo seletivo parte das exigências para o retorno às atividades. A liberação de um novo certame, no entanto, não abrange o cargo de analista social ou médico perito, ambos de nível superior.



Celeridade nas avaliações de processos do INSS

Conforme as reivindicações, a cobrança é pela abertura de 3 mil vagas para médicos. Atualmente, há 3.411 profissionais peritos no Brasil, porém, considerando os afastamentos, apenas 3.200 estariam trabalhando ativamente.

Em razão da carência nos atendimentos por falta de mão de obra, o número de segurados que aguardavam a realização de exames em agências do INSS chegou a 1,9 milhão em maio. Desse total, 177 mil pessoas esperavam avaliação médica para a concessão do Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas), que repassa R$ 1.212 (um salário mínimo) a pessoas com deficiência e idosos com mais de 65 anos de baixa renda.




Voltar ao topo

Deixe um comentário