scorecardresearch ghost pixel



Tarifa Social ainda está valendo: veja como se cadastrar e ter descontos na conta de luz

Confira todas as informações importantes sobre o programa Tarifa Social de energia elétrica.



É inegável que essa tem sido uma das contas mensais que mais pesa no bolso do brasileiro nos últimos anos. É por causa de todas as bandeiras que trazem tarifas extras para essa conta que tem sido uma verdadeira agonia quando temos acesso ao valor total para ser pago.

Veja também: Conta de energia zerada? Veja quem tem direito pelo Tarifa Social

Felizmente algumas pessoas estão conseguindo ter algum nível de alívio na hora de pagar a conta de energia. Isso é graças a um programa do governo cujo principal objetivo é dar um desconto para pessoas mais necessitadas.

Esse desconto já é dado pelo Governo Feral há algum tempo, mas quem ainda não faz parte, ainda pode aderir. O melhor de tudo é que a pessoa que desejar receber o desconto nem ao menos precisa fazer uma solicitação oficial.



O Ministério da Cidadania já informou recentemente que, até o momento, mais de 20 milhões de brasileiros usam o benefício para poder pagar menos; essa “subtração” sempre indo de acordo com os gastos da casa do indivíduo.

A ideia é induzir as pessoas a consumirem menos energia elétrica, portanto o desconto é maior quando a sua conta é menor, ou seja, quem gasta muita energia terá esse desconto bem mínimo.

Vale lembrar que isso está ligado ao consumo de energia direto, não somente ao valor, uma vez que muitas vezes o consumo geral nem foi tão alto, mas graças às tarifas e bandeiras, os números acabam se multiplicando.

A única forma de se encaixar dentro desse auxílio é estar devidamente cadastrado no CadÚnico e ter uma renda familiar de até meio salário mínimo, isto é, R$ 606.

Como dito antes, não é necessário fazer uma inscrição para poder ter direito ao desconto, pois o governo consegue já saber e regular todos que têm acesso ou deveriam ter ao auxílio por meio do CadÚnico. É por isso que é tão importante estar devidamente cadastrado.



Essa facilidade toda é relativamente nova, já que um cadastro foi mesmo necessário até o ano passado, uma vez que isso era regulado individualmente por cada distribuidora de energia de cada município.

O ministério, inclusive, avisa a todos que deixem os dados do Cadastro Único sempre atualizados, já que informações incorretas podem fazer com que o site não registre você como apto ao desconto, bem como aos outros auxílios que são pagos da mesma maneira. Esse é a principal razão para que pessoas acabem ficando sem o benefício.




Voltar ao topo

Deixe um comentário