scorecardresearch ghost pixel



Conta de energia zerada? Veja quem tem direito pelo Tarifa Social

As famílias de baixa renda têm direito ao Tarifa Social de Energia Elétrica. Algumas podem até ter a conta de luz zerada. Veja as regras do programa.



A Tarifa Social de Energia Elétrica é um desconto na conta de luz. É garantido pelo governo federal às famílias de baixa renda, com inclusão automática por meio do Cadastro Único (CadÚnico). Em alguns casos, a conta de luz pode até mesmo ser zerada.

Leia mais: Cuidado! Coisas perigosas que todo mundo tem em casa

De acordo com o governo federal, por meio do Ministério da Cidadania, o desconto é de acordo com o consumo mensal de cada família. Varia de 10% a 65%.

Conta zerada

Pelas regras do programa, quanto menor o consumo, maior o desconto na conta de luz. Dados do governo mostram que quase 24 milhões de brasileiros estão registrados na Tarifa Social de Energia Elétrica.



 

Todos os meses o Ministério da Cidadania envia às distribuidoras de energia os dados dos brasileiros que têm direito ao desconto, incluindo quem recebe o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

O desconto fica em 65% para as famílias com consumo de até 30 kWh por mês. Cai para 40% aos brasileiros com consumo entre 31 e 100 kWh por mês. E fica em 10% o desconto na conta de luz das famílias com consumo entre 101 e 220 kWh por mês.

Além disso, a conta de energia pode ser zerada para indígenas e quilombolas. Para isso a família tem que estar inscrita no CadÚnico e o desconto chega a 100% até o limite de consumo de 50 kWh/mês. Ou então de 40% para consumo a partir de 51 kWh/mês e de 10% para consumo de 101 kWh a 220 kWh.

Para garantir a continuidade do benefício, todas as famílias devem ter os dados atualizados no CadÚnico. Por exemplo, se houver alteração no endereço é preciso fazer a regularização.



 

Outro alerta do Ministério da Cidadania é que para receber o benefício da Tarifa Social não pode haver ligação irregular de energia. É o “gato”, como é popularmente chamado.

Para se cadastrar no CadÚnico e ser incluído automaticamente no programa é só apresentar os dados da família nas unidades do Centro de Referência em Assistência Social (Cras).




Voltar ao topo

Deixe um comentário