scorecardresearch ghost pixel



União Europeia quer padronizar modelo de carregador único

Confira o projeto de lei que tem por objetivo padronizar todos os modelos de carregadores do mundo em apenas um. Todas as marcas fabricantes seriam afetadas pela medida.



Os aparelhos celulares se tornaram objetos fundamentais para a vida na sociedade contemporânea. Todo mundo tem ou precisa ter um smartphone para desempenhar diversas tarefas. Até o próprio diálogo do dia a dia acontece por meio dos aplicativos de mensagem. Não é à toa que existem várias marcas e fabricantes no mercado, cada uma com certos padrões e características. Por isso, uma lei visa padronizar o carregador dos celulares em apenas um tipo.

Veja também: As informações que vazaram sobre o preço e a configuração do Telegram Premium

Carregador de celular será padronizado?

A discussão que envolve a padronização do carregador de celular em apenas um modelo mexeu com o ânimo das pessoas. Afinal, qual seria o tipo de celular reconhecido para ser o padrão entre todos eles? Dispositivos da Apple contam com características bem diferentes da Samsung e Xiaomi, por exemplo.



O que não está em discussão é a facilidade que essa mudança poderia trazer. Isso porque todo mundo já passou pelo aperto de estar com o telefone quase sem bateria e não encontrar um carregador compatível com o aparelho. Ter um padrão de equipamento para qualquer celular do mundo inteiro seria uma mão na roda neste sentido.

Lei europeia quer padronizar carregador de celular

Por isso, um projeto de lei na União Europeia propõe a padronização de carregadores. O projeto visa que todos os dispositivos sejam adaptados para receber carregador com entrada USB-C. Ou seja, até mesmo os iPhones precisarião ser remodelados para comportar esse tipo de adaptador.

De acordo com os parlamentares, a vantagem de padronizar o carregador de celular é diminuir a quantidade de lixo eletrônico que acaba sendo gerada no mundo inteiro. Além disso, ficaria muito mais fácil para os consumidores conseguir carregar os celulares em qualquer outro lugar. Não seria necessário que todos os celulares viessem com os carregadores, pois já haveria algum equipamento em casa.

De acordo com a União Europeia, a estimativa aponta para uma economia de 250 milhões de euros todos os anos.




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário