scorecardresearch ghost pixel



Veja como funciona o PIX de até R$ 2.000 para depósitos em dinheiro

Objetivo é incluir os cidadãos que não possuem conta bancária em instituições ao sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central (BC).



Apesar de a era digital também ter chegado no setor das finanças, não é todo mundo que possui agência bancária para enviar e receber transferências via PIX. E pensando nesse grupo de desbancarizados, a rede de caixas eletrônicos Saque e Pague lançou o serviço chamado de Depósito Rápido, que permite transações de dinheiro físico de até R$ 2 mil para qualquer instituição.

Leia mais: Você já pode pagar corridas do Uber via Pix. Confira o passo a passo

O objetivo é incluir os cidadãos que não possuem conta bancária em instituições ao sistema de pagamentos instantâneos do Banco Central (BC), o PIX.  Por meio do atendimento Saque e Pague, a pessoa deposita o dinheiro direto no terminal, sem necessidade de envelope ou ir até uma agência bancária.



Depósito instantâneo em dinheiro via PIX

Depois que o valor é depositado, ele é transferido instantaneamente à chave PIX do destinatário. Ao contrário dos depósitos em conta tradicionais, em que há um período de espera para a compensação que pode levar até 24h, neste serviço o dinheiro é creditado instantaneamente.

No geral, as pessoas que costumam fazer depósitos em agências bancárias com dinheiro físico sabem que o montante leva um tempo até ser creditado, geralmente depois de algumas horas ou apenas no próximo dia útil. Além disso, se houver a necessidade de um depósito aos fins de semana, o serviço pode ser de bastante utilidade.

Para o CEO da Saque e Pague, a modalidade também ajuda os clientes de bancos digitais que, por não terem agência física, precisam realizar depósitos na conta por meio de pagamento de boleto. Agora, eles podem fazer depósitos diretos por meio de um caixa da rede Saque e Pague.

Mas vale se atentar para o limite permitido, que não pode ultrapassar os R$ 2 mil. Além disso, qualquer instituição que possua acesso ao PIX recebe suporte da plataforma.




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário