scorecardresearch ghost pixel



Retroativo de até R$ 3 mil: pagamento do governo segue disponível para saque

Esse auxílio retroativo é referente ao benefício que foi pago no primeiro ano de pandemia. Entenda como os cálculos funcionam e veja a quanto você terá direito.



Algumas pessoas não sabem disso, mas o Governo Federal liberou o saque do Auxílio Emergencial retroativo já faz mais de um mês. Os valores desse pagamento podem chegar a até R$ 3 mil, além disso, ele pode ser sacado para pessoas que já recebiam esse auxílio durante o ano de 2020.

Veja também: Aprovadas 5 parcelas extras de R$ 200; quem vai receber o adicional do governo?

O Ministério da Cidadania já afirmou que há um número bem alto de pessoas que ainda não foram retirar a quantia, embora tenham direito a ela, ainda que tenha sido ressaltado o fato de que embora o teto de pagamento seja de R$ 3 mil, isso não quer dizer que todos vão ter essa quantia disponível para receber.

O que acontece é que esse dinheiro será pago para os pais solteiros, ou seja, por enquanto apenas homens que recebiam esse auxílio é que terão acesso a essa quantia, que acaba servindo como uma compensação para aqueles que não receberam no ano base.



Vale lembrar que um dos motivos de esse dinheiro estar sendo liberado é que no primeiro ano da luta contra a COVID-19, o governo pagou o Auxílio Emergencial dobrado às mães solteiras.

O valor podia chegar a até R$ 1.200 para elas. Quando o Congresso decidiu dar o mesmo benefício para os homens pais solteiros, já havia se passado algum tempo. A tentativa atual é de igualar os números recebidos por pais e mães solteiras no país.

Mas como dito antes, o valor vai variar mesmo com o teto estabelecido. Então para saber o quanto você pode receber, é importante fazer uma conta muito simples: pegar o número de meses em em que teve o direito de receber o dinheiro e multiplicar por 600.

Isso significa que se a pessoa recebeu o auxílio por dois meses no ano base, terá direito a R$ 1.200. Para receber os R$ 3 mil, a pessoa precisa ter recebido o auxílio durante meses.

Se você quer saber mais sobre esse assunto, mas com detalhes importantes, você pode criar uma conta no sistema Gov.br e depois usar o login para entrar no site do Ministério da Cidadania.



Só não se esqueça de preencher todos os dados corretamente, comprovando assim o seu status de pai solteiro com filho ou filhos que sejam menores de 18 anos.

O auxílio emergencial foi a forma que o governo encontrou para ajudar as pessoas que mais precisaram de ajuda durante a fase crítica da pandemia, onde muitos acabaram perdendo o emprego. Durante muito tempo, o auxílio foi a única forma que algumas pessoas tiveram para se alimentar.




Voltar ao topo

Deixe um comentário