scorecardresearch ghost pixel



Saque extraordinário de R$ 1 mil ainda está disponível. Saiba como receber

Trabalhadores que não resgataram o FGTS depositado entre abril e junho ainda estão dentro do prazo para solicitar os recursos.



Uma das medidas mais abrangentes adotadas pelo governo no primeiro semestre deste ano foi a liberação do saque extraordinário do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Cada brasileiro com saldo nas contas vinculadas tem a oportunidade de sacar até R$ 1 mil.

Leia mais: Preço da gasolina está mais barato em diversos estados; veja o quanto caiu

Embora os depósitos tenham sido finalizados em junho, muita gente ainda não retirou o dinheiro. Por isso, se você quer ter acesso ao FGTS e não sabe como, veja a seguir como fazer.

Saque extraordinário do FGTS

A rodada de saques autorizada mais cedo neste ano está disponível para cerca de 42 milhões de trabalhadores. Para participar, basta ter saldo nas contas ativas (emprego atual) ou inativas (empregos antigos) do FGTS.



O interessado não pode ter utilizado os recursos em operações de crédito com garantia, como antecipação do saque-aniversário. Também ficam impedidos de participar aqueles cujo saldo foi bloqueado por decisão judicial, ou solicitado de volta pelo empregador.

Como sacar o FGTS?

A Caixa Econômica Federal já creditou todos valores em uma conta poupança digital criada automaticamente no aplicativo Caixa Tem. Não é preciso fazer nenhuma solicitação prévia, basta acessar a ferramenta para movimentar o dinheiro.



Vale destacar que o saque extraordinário do FGTS é uma opção facultativa, ou seja, nenhum trabalhador é obrigado a participar. Se preferir, o cidadão pode acessar o app Caixa Tem e solicitar a devolução dos valores para as contas vinculadas, ou apenas aguardar o fim da rodada.

Para tirar dúvidas sobre o benefício, acesse o site ou aplicativo FGTS, ou procure uma agência da Caixa. O prazo para resgate vai até o dia 29 de dezembro.




Voltar ao topo

Deixe um comentário