scorecardresearch ghost pixel



Tirar o celular da tomada antes de carregar 100% estraga a bateria?

Deixar a bateria 100% completa é o que a maioria faz, mas será que esse é mesmo o mais correto? Entenda de uma vez por todas qual é a forma certa de carregar o celular para a bateria durar mais tempo.



O aparelho celular é tão essencial para algumas pessoas que é até difícil esperar que a bateria fique 100% completa para só então usar o aparelho. Uma dúvida sobre isso sempre foi uma pulga atrás da orelha das pessoas: será que essa prática deixa mesmo a bateria viciada? Há algum problema em interromper o carregamento?

Leia mais: Armazenamento do seu celular está cheio? Estes 5 apps podem ser os culpados

Antes de tudo, é importante considerar a vida útil de uma bateria. O tempo médio dela varia entre 3 e 5 anos. Tem fabricante que garante até 500 ciclos em cada. Sendo assim, qual é o ideal: carregar ou não até 100%?



Bateria 100% completa

O mais correto é sempre deixar a bateria com 50% ou mais. Se reduzir mais que isso, é interessante carregar nem que seja um pouco. De toda forma, a verdade por trás do mito é universal: diferente do que muita gente pensa, a bateria 100% completa não é o mais indicado, não.

Isso porque ao carregar completamente, você reduz a vida útil da bateria. A recomendação é carregar entre 40 e 80%. Nem mais nem menos.

Apesar dessa orientação, alguns fabricantes recomendam que o celular seja recarregado do 0 aos 100% uma vez por mês, pois essa seria uma forma de calibrar a bateria, mas essa não deve ser uma prática diária. Então o mais correto é não deixar o aparelho descarregar totalmente para só então colocá-lo no carregador.

Mas saiba que o processo de danificar a bateria é gradativo. Sendo assim, errar na forma de carregar o aparelho vez ou outra não será o bastante para comprometer o item de vez.

Outra dica é não deixar o celular muito tempo na tomada depois que ele completar 100% de carregamento. A longo prazo, já foi constatado que essa prática também pode reduzir a durabilidade da bateria.




Voltar ao topo

Deixe um comentário