Gestão integrada de RH: O que é e como implantar

Saiba como funciona esse novo modelo de gestão dos colaboradores e como é possível aplicá-lo em uma empresa.

Empresas de sucesso investem constantemente em novas ferramentas de gestão do setor de Recursos Humanos (RH). Isso porque elas acabam gerando uma reestruturação na forma de lidar com o time de colaboradores, trazendo consequentemente uma melhora na produtividade e mais engajamento.

Um dos métodos de desenvolvimento do departamento pessoal inclui a gestão integrada de RH. Saiba mais sobre essa prática logo a seguir.

O que é a gestão integrada de RH?

A gestão integrada de RH trata-se da união dos sistemas utilizados no gerenciamento de uma empresa. Ela permite agilizar e otimizar os processos de modo a garantir os objetivos de forma precisa e eficaz.

Por exemplo, gerar diagnósticos e soluções para outros departamentos ou mesmo medir o nível de satisfação e rendimento de cada colaborador.

Para que isso funcione, é preciso que os processos da empresa estejam totalmente alinhados aos valores da empresa, à sua cultura organizacional, assim como às suas metas e objetivos.

Tudo precisa estar em sintonia e em diálogo, o que permitirá uma análise isolada de cada setor.

O processo de implementação de uma gestão integrada de RH faz uso de sistemas tecnológicos. Com o uso de softwares, a empresa consegue estabelecer indicadores conforme suas necessidades e calcular resultados mais satisfatórios acerca dos colaboradores.

Além disso, todo o setor de RH precisa estar em constante conversa com os líderes dos outros setores para entender como os processos funcionam de forma detalhada e quais pontos devem ser melhorados.

Vantagens de uma gestão integrada de RH

Além de trazer rapidez e eficácia aos processos do dia a dia por meio da automatização na gestão de pessoas, a integração dos sistemas também traz outros benefícios, como:

Gerenciamento do ciclo do colaborador: permite ao gestor de RH ter uma visão unificada dos processos da empresa e de cada colaborador.

Esse controle pode ser útil, por exemplo, durante o mapeamento das habilidades e rendimento do funcionário.

Agilidade na tomada de decisão: com um sistema único e integrado, fica mais fácil cruzar as informações coletadas de uma pesquisa de rendimento, por exemplo.

Dessa forma, é possível gerar relatórios completos e confiáveis sobre o comportamento dos funcionários e propor melhorias onde for necessário ou mesmo manter um processo que está dando certo.

Produtividade e segurança: com os profissionais que cuidam da gestão de pessoas de uma empresa se dedicando exclusivamente a um único sistema operacional integrado, as chances de erros ou falhas graves acabam diminuindo.

Além disso, a confiabilidade das informações prestadas tem um peso maior quando gerada a partir dessa unificação dos dados.

Contratações mais precisas e com menor custo: por meio de uma solução integrada, a empresa melhora a eficiência durante o processo de recrutamento e admissão de novos funcionários, diminuindo a rotatividade e os gastos com treinamento de novos colaboradores.

Por tudo isso, é possível entender a real importância de ter um sistema de gestão integrada na empresa.

Mesmo com baixo orçamento, existem soluções que se encaixam no orçamento e funcionam de acordo com a cultura organizacional da corporação.

Veja também: Método Pomodoro: O que é e como usar para melhorar a produtividade

Gestão integrada de RH: O que é e como implantar
Avalie
Voltar ao topo

Notícias relacionadas

Deixe um comentário