scorecardresearch ghost pixel



Entrevista: Laís Póvoa, aprovada na área médica na primeira tentativa

Conheça a história de sucesso da médica Laís Póvoa: vinda de uma família de concurseiros, ela conta um pouco sobre sua trajetória.



Buscar aprovação em concursos públicos é uma empreitada que, em alguns casos, pode levar certo tempo. Conhecer histórias de sucesso de quem já passou por essa fase e atingiu o objetivo é um combustível a mais durante a preparação.

Conheça a história da médica Laís Póvoa, que atualmente é titular de uma vaga na área de Família e Comunidade, no âmbito da secretaria de Saúde do Distrito Federal. Vinda de uma família de concurseiros (seus pais, irmão, esposo e outros familiares ocupam cargos públicos), ela alcançou êxito logo em seu primeiro concurso.

Você ingressou na faculdade de medicina no intuito de fazer concurso ou a oportunidade surgiu no caminho?

Quando optei pela medicina, eu pensava em trabalhar no setor privado. Como minha faculdade era pública, estagiamos em vários hospitais da rede do SUS-DF, então a minha cabeça foi mudando um pouco. No meu último ano, fiz o estágio de Medicina de Família e vi no concurso a oportunidade de trabalhar com o que gostava e com estabilidade.

A sua família tem certa tradição de aprovações em concursos públicos. Isso influenciou sua escolha de alguma forma?

Sim. Meus pais são de um estilo mais conservador e sempre focaram muito na importância de segurança e estabilidade financeira. De certa forma, viam no concurso a oportunidade de alcançar esses objetivos. Além disso, o meu marido também é concursado.

Ultimamente há uma certa discussão sobre os baixos salários ofertados aos médicos na rede pública de saúde. Ainda existem vantagens em ser médica da rede pública?

Realmente, além dos baixos salários, as condições precárias do ambiente de trabalho contribuem muito. A grande maioria dos concursos para médicos não têm salários justos, na minha opinião. Em relação ao meu concurso atual, considero o salário compatível com o cargo. Eu gosto muito do que faço, acho que trabalhar na rede pública é um desafio, mas provoca um crescimento profissional imensurável.

Atualmente em qual concurso você é aprovada? Foi o seu primeiro? Existem metas para próximos?

Fui aprovada no concurso para médica de família e comunidade da secretaria de Saúde do Distrito Federal. Foi o meu primeiro, estou bem satisfeita, mas aberta para próximos concursos que possam surgir.

A faculdade de medicina tem uma grade curricular bastante pesada. Você conseguiu conciliar a faculdade com a vida de concurseira, ou os estudos para concursos começaram depois da formatura?

Infelizmente durante a faculdade, não consegui conciliar. No internato fazíamos muitos plantões e na minha faculdade, com método PBL [Aprendizado Baseado em Problemas ou Problem-Based Learning – PBL], sempre havia algo para estudar. Iniciei os estudos para o concurso assim que me formei.

Como era a sua rotina de estudos? Por exemplo, quanto tempo diário, métodos…

Eu estudava antes do trabalho, na hora do almoço e quando chegava em casa. Comprei um curso online para me guiar.

Você acredita que existiu algum diferencial na sua preparação na garantiu sua aprovação?

Acredito que o maior diferencial foram as aulas do curso online que comprei.

Você acredita que sites como o Edital Concursos Brasil são bases de apoio importantes para concurseiros?

Com certeza, primeiro que nos mantém informados sobre os concursos abertos. Além disso, servem como uma forma de direcionar os estudos. As apostilas e os cursos que geralmente esses sites oferecem, ajudam muito.

Se sim, como eles podem ajudar na rotina de estudos?

Eu acredito que você pode estudar muito, mas se não tiver um estudo direcionado, as chances de sucesso são pequenas nesse mundo dos concursos. Em relação a esses estudos, eu ficaria um pouco perdida sem os sites para me ajudar a ter foco em alguns temas que são mais cobrados.

Por fim, orientação você dá para quem está pensando em prestar concursos públicos em geral e na área médica?

Minha dica é ter foco, estabelecer metas diárias, escolher um curso e um material bom para servir como um guia de estudos.




Voltar ao topo

Notícias relacionadas

Deixe um comentário