Concurso IBGE: Primeiro edital será publicado na próxima terça, 21

Primeiro concurso para temporários do IBGE será publicado na próxima semana. Edital terá vagas nos níveis fundamental e médio. Salários de até R$ 2.400,00.

Previsto para a última quarta-feira, 15, o primeiro edital para seleção de temporários do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vai atrasar. De acordo com o órgão, se não houver mais nenhuma intercorrência, o documento será publicado na próxima terça-feira, 21 de maio.

O órgão informou à Folha Dirigida que o edital previsto para sair ontem precisou ser ajustado, a pedido da Procuradoria do IBGE. Com isso, deve ser publicado dia 21 “se não houver mais nenhuma mudança ou contratempo”, afirmou o órgão ao site especializado.

O documento será disponibilizada pelo Diário Oficial da União (DOU) a pela banca organizadora responsável, o Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento (Ibade).

A seleção, de acordo com portaria autorizativa, abrirá 209 vagas. Estas serão distribuídas entre três cargos (recenseador, agente censitário municipal e agente censitário supervisor). O primeiro é de nível fundamental e os demais, de nível médio.

Os aprovados vão atuar em caráter temporário, em contratos celebrados por, no mínimo, 2 e, no máximo, 6 meses. Os vencimentos serão de:

  • R$ 1.100,00 para recenseador;
  • R$ 2 mil para agente censitário supervisor;
  • R$ 2.400,00 para agente censitário municipal.

No entanto, o recenseador recebe por produção, ou seja, o valor citado é apenas uma estimativa.

Ainda segundo a portaria autorizativa, candidatos selecionados poderão ser contratados a partir de julho deste ano. Os servidores vão atuar no Censo Experimental. A cidade escolhida para realização do mesmo foi Poços de Caldas, em Minas Gerais.

O Censo Experimental funciona como uma prévia do Censo Demográfico, que acontecerá em 2020. Segundo o calendário do IBGE, a pesquisa experimental será realizada entre setembro e novembro de 2019.

Concurso avaliará por meio de provas objetivas

Candidatos que desejam se preparar desde já, podem contar com auxílio do projeto básico, já divulgado. Segundo o documento, os inscritos serão avaliados por provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório.

As avaliações serão realizadas no turno vespertino de um domingo, apenas em Poços de Caldas – MG.

O exame terá duração máxima de quatro horas. Durante esse tempo, os concorrentes deverão responder 60 questões de múltipla escolha para agentes censitários e 50 para recenseadores. Os itens versarão a respeito do seguinte conteúdo programático:

Recenseador

  • Língua Portuguesa (15 questões);
  • Matemática (15 questões);
  • Conhecimentos Técnicos (20 questões).

Agentes censitários 

  • Língua Portuguesa (15 questões);
  • Conhecimentos Técnicos (dez questões);
  • Raciocínio Lógico e Quantitativo (dez questões);
  • Noções e Administração e Situações Gerenciais ( 25 questões).

Concurso para analistas terá vagas apenas nas capitais

Outro concurso que está sendo preparado pelo IBGE e, cuja abertura está próxima, foi autorizado em 30 de abril. A oferta do certame será de 400 vagas para o cargo de analista censitário. Os preparativos já estão bem adiantados e o projeto básico também já está pronto. A expectativa é que o edital seja publicado em breve.

Para concorrer a uma das oportunidades será necessário ter ensino superior. Porém, o órgão ainda não informou quais áreas serão contempladas e as remunerações previstas. A única informação, até o momento, que as vagas serão distribuídas pelas 26 capitais brasileiras, além do Distrito Federal.

A previsão é que o os aprovados comecem a ser contratados a partir de setembro deste ano. Os contratas serão celebrados pelo prazo de um ano, podendo ser prorrogados por igual período. A atuação será nas etapas de planejamento, acompanhamento e suporte especializado referentes ao Censo 2020.

Projeto básico de seleção com mais de 234 mil vagas também já está pronto

Também é grande a expectativa para a publicação dos editais para atuação direta no Censo. Segundo o coordenador de RH, Bruno Malheiros, o projeto básico também já está pronto.

Segundo a portaria publicada em 6 de maio, o IBGE recebeu autorização para provimento de 234.416 vagas temporárias. Dessas, 196 mil serão para recenseador, cargo de nível fundamental. O salário estimado é de R$ 1.100,00. Entretanto, é importante frisar que esta é apenas uma estimativa, uma vez que o profissional ganha por produtividade.

Quem tem ensino médio poderá concorrer às vagas abertas nos seguintes cargos:

  • Agente Censitário Operacional (1.760 vagas);
  • Agente Censitário Municipal (6.100 vagas);
  • Agente Censitário Supervisor (23.578 vagas);
  • Coordenador Censitário da Subárea 1 (600 vagas);
  • Coordenador Censitário da Subárea 2 (850 vagas).

Os aprovados devem ter vencimentos aproximados entre R$ 2.000,00 e R$ 4.000,00.

Haverá, ainda, vagas para as carreiras abaixo. Para estas, a escolaridade mínima e as respectivas remunerações ainda não foram informadas pelo órgão.

  • Supervisor – call center (quatro vagas);
  • Codificador Censitário (120 vagas);
  • Supervisor PA (1.304 vagas);
  • Recenseador PA (4.100 vagas).
Voltar ao topo

Deixe um comentário