Cartão do auxílio emergencial está liberado com o valor de R$ 300

Contemplados com o benefício terão suporte financeiro extra por três meses durante a crise de coronavírus.

Famílias de baixa renda inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) começaram a receber no fim de julho o cartão do auxílio emergencial de R$ 300. O benefício tem duração de três meses e, ao final, contabilizará uma ajuda de R$ 900.

A ação visa proporcionar suporte financeiro para o pagamento das despesas básicas aos afetados pela pandemia de coronavírus. A iniciativa é uma proposta da Prefeitura de Vitória, capital do Espírito Santo. Cerca de 2,8 mil famílias tem direito ao benefício, segundo dados obtidos pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas).

Como funciona a ajuda?

O repasse do dinheiro é feito em parceria com o Banco do Estado do Espírito Santo, o Banestes. A proposta é que o auxílio emergencial de Vitória, como já mencionado, seja pago pelo período de três meses, chegando a R$ 900 no total.

Segundo o prefeito do município, Luciano Rezende, “Essa é uma ação é importantíssima. Nós estamos auxiliando com R$ 900 as famílias que perderam a capacidade de manter o sustento próprio. A crise da pandemia atingiu muitas famílias que antes não constavam nos cadastros de pobreza, de dependência da Assistência Social e que atualmente perderam sua capacidade de sustento.”

Eu estou muito feliz porque nós vamos conseguir dar um apoio a essas famílias para que elas possam atravessar esse momento com o apoio da Prefeitura de Vitória”, concluiu Rezende.

Quem pode conseguir a ajuda?

O auxílio de R$ 300 é destinado às famílias que fizeram parte do CadÚnico até o dia 13 de junho de 2020. Além disso, elas não podem ter recebido o auxílio emergencial de R$ 600 pago pelo governo federal ou ter rendimentos mensais acima de meio salário mínimo, nesse caso, R$ 522,50.

São 11 pontos de entrega distribuídos por Região Administrativa do município, com os locais instalados em várias escolas. É necessário morar na região para fazer a solicitação do benefício de R$ 300. Com o objetivo de manter a organização e evitar aglomeração, a Semas vai comunicar com antecipação os beneficiários.

Leia ainda: Pagamentos das parcelas do auxílio, FGTS e PIS/Pasep são liberados em agosto

Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário