scorecardresearch ghost pixel

Grana extra: Empréstimo Magazine Luiza libera limite de até R$ 31 mil e prazo de 72x

Se preferir, consumidor pode sacar o dinheiro na própria loja, conforme disponibilidade do valor; confira as principais vantagens do serviço.

O Magazine Luiza anunciou a liberação de um serviço de empréstimo pessoal com condições exclusivas para quem é usuário do cartão Grana Extra. A modalidade serve de ajuda para quem precisa de dinheiro emergencial, mas não quer se submeter às constantes burocracias de bancos mais tradicionais.

O empréstimo Magazine Luiza é feito na própria loja. Basta apresentar o CPF ou RG durante o processo e pronto! Com o pagamento em parcelas fixas de até 72 meses, o serviço ainda oferece a opção de crédito consignado, ideal para quem é segurado do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Em relação ao limite oferecido, ele pode chegar a R$ 31 mil, dependendo da análise de crédito feita pela empresa. Além do depósito na conta informada pelo solicitante, se preferir, o consumidor pode sacar o dinheiro na própria loja, conforme disponibilidade do valor.

Vantagens empréstimo Magazine Luiza

Dentre as vantagens oferecidas pelo serviço Grana Extra Magazine Luiza, destacam-se:

  • Carência de até 60 dias para pagamento da primeira parcela;
  • Limite de até R$ 31 em contratações;
  • Parcelamento de até 72 x;
  • Sem necessidade de comprovar renda;
  • Valor das parcelas é fixo, com cobrança diretamente na fatura do cartão Magazine Luiza. No caso da modalidade consignado, o valor das prestações é debitado do benefício de segurados do INSS.

Como solicitar o empréstimo Magazine Luiza

O empréstimo pessoal Magazine Luiza exige que os interessados compareçam a uma das unidades físicas da rede portando os seguintes documentos:

  • RG;
  • CPF;
  • Comprovante de renda;
  • Comprovante de residência.

Em se tratando de aposentados e pensionistas do INSS, as documentações podem variar. Neste caso, exige-se: cartão de recebimento do benefício, extrato de pagamento do INSS e talão de cheques ou cartão do banco para fins de verificação.

Leia ainda: Auxílio-doença do INSS atrasado? Saiba como garantir o benefício na Justiça


Voltar ao topo

Deixe um comentário