scorecardresearch ghost pixel



Descubra qual o valor estimado para o salário mínimo de 2022

Previsão do valor do salário mínimo para o próximo ano consta no relatório preliminar da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).



O salário mínimo é uma das medidas mais importantes para os trabalhadores do país, inclusive para os cidadãos que recebem benefícios do governo federal. Um valor adequado representa a manutenção do poder de compra, o que pode garantir mais dignidade para milhões de brasileiros.

O valor para o piso nacional dos próximos anos está previsto no relatório preliminar da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), aprovado recentemente pela Comissão Mista de Orçamento (CMO). A proposta se baseia em perspectivas positivas, enquanto o governo ainda busca uma forma de livrar o país da crise.

Leia mais: Saiba como evitar golpes com promessas de 14º salário do INSS e ‘aposentadoria já’

Salário mínimo 2022, 2023 e 2024

O texto estima que o salário mínimo de 2022 será de R$ 1.174, passando para R$ 1.188 em 2023, e chegando a R$ 1.229 em 2024. Os valores foram corrigidos com base em um Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INCP) médio de 4,3%.

Além dessas previsões, a proposta também tem perspectivas otimistas em relação à inflação, calculada em 2,5%, e ao dólar, estimado em R$ 5,1.

Veja também: Salário mínimo 2022: Novo valor deve impactar PIS/Pasep, INSS e seguro-desemprego

O que muda

O piso nacional tem impacto direto no valor dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional de Seguro Social (INSS), como aposentadorias e pensões, auxílio-doença e BPC. A mudança também afeta o abono salarial PIS/Pasep e o seguro-desemprego.

Todos esses benefícios tem seu valor mínimo e máximo atrelados ao salário mínimo. Sendo assim, quando o piso nacional muda, eles também são alterados.

Vale destacar que o governo do presidente Jair Bolsonaro não oferece aumento real no salário mínimo, apenas corrige os valores de acordo com a inflação. O objetivo é manter o poder de compra dos trabalhadores no mesmo nível.




Voltar ao topo

Deixe um comentário