scorecardresearch ghost pixel



Empréstimo Caixa Tem: 3 erros que fazem seu pedido ser negado

Novo programa de microcrédito SIM Digital está disponível para contratação no Caixa Tem desde o final de março.



O Programa de Simplificação do Microcrédito Digital para Empreendedores (SIM Digital) lançado pelo governo federal está em operação desde o fim de março. A Caixa Econômica Federal é o banco responsável por liberar os empréstimos via Caixa Tem.

Leia mais: Votação para aumento do Auxílio Brasil pode acontecer nesta terça, 26

O crédito disponível é até R$ 1 mil para pessoas físicas que querem empreender e de até R$ 3 mil para microempreendedores individuais (MEIs), com juros a partir de 1,95% ao mês. O produto também pode ser contratado por quem está negativado, ou seja, como nome “sujo”.



 

Mesmo sendo uma opção com menos burocracia do que a maioria as demais existentes no mercado, o microcrédito ainda pode ser negado. Veja a seguir algumas razões que impedem a aprovação da solicitação.

3 motivos para ter o empréstimo Caixa Tem negado

Saiba o que você não deve fazer se quer ter acesso ao SIM Digital pelo Caixa Tem:

1 – Informar dados incorretos

Ao preencher os dados no momento do cadastro, o cliente pode acabar informando um dado incorreto ou divergente. Como a avaliação das informações do contratante é feita automaticamente, esse erro pode resultar na reprovação do pedido.

Neste caso, o solicitante deve alterar seu cadastro no próprio aplicativo e aguardar 10 dias para que ele seja atualizado. Depois disso, é só solicitar o microcrédito novamente.

2. Ter dívida superior a R$ 3 mil

Embora o SIM Digital permita a participação de pessoas negativadas, existe um limite no valor da dívida. Segundo a Portaria MTP nº 660, de 28 de março de 2022, o débito deve ser inferior a R$ 3 mil em janeiro de 2022. Financiamentos de casa própria não entram na conta.



 

“Pessoas Físicas ou Microempreendedores Individuais (MEI) que possuem operações de crédito em bancos com operações de crédito em bancos com valor somado total maior que R$ 3.000 não são elegíveis para contratação do crédito”, diz a regra.

3 – Não querer empreender

O programa tem como objetivo estimular o empreendedorismo e formalizar pequenos negócios. Por isso, seu público-alvo são os brasileiros já formalizados como MEI e aqueles que realizam alguma atividade informal e desejam investir nela.

Quem não tem o objetivo de empreender não se enquadra na proposta dessa linha de crédito. Para clientes que buscam empréstimos para pagamento de contas ou compras de uso pessoal, o Caixa Tem oferta outra opção com taxas de juros de R$ 3,99% ao mês.




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário