scorecardresearch ghost pixel



Auxílio Brasil emperrou? Veja como sair da lista de espera mais rápido

É possível "otimizar" a aprovação dos dados do Cadastro Único e assim receber o benefício mais rápido. Saiba como a seguir.



Apesar de incluir novas famílias com certa regularidade, a fila para o recebimento do Auxílio Brasil voltou a crescer. A estimativa é de que 3 milhões de cidadãos em situação de pobreza ou extrema pobreza estejam no aguardo da aprovação do cadastro no projeto social.

Leia mais: 5 parcelas de R$ 600 do auxílio emergencial são liberadas; Saiba como consultar

O governo federal declarou que já se organiza para incluir novos beneficiários no mês de maio, porém, nem todas as pessoas receberão a tão aguarda resposta do governo rapidamente. Mas sabia que é possível “otimizar” a aprovação dos dados do Cadastro Único (CadÚnico) e assim receber o Auxílio Brasil mais rápido?



Como sair da lista de espera do Auxílio Brasil e ser aprovado mais rápido?

Atualmente, a única forma de entrar no Auxílio Brasil é por meio de aprovação cadastral no Cadastro Único (CadÚnico). Ainda não foi liberado um canal direto para a solicitação e inscrição no programa, sendo assim, os cidadãos mais carentes dependem exclusivamente do banco de dados do governo para receber o dinheiro do benefício.

Considerando que a coleta das informações pessoais dos demais familiares é o que dá direito ou não ao programa de transferência de renda, é fundamental que os dados repassados na entrevista estejam corretos e de acordo com as regras do Auxílio Brasil. Dentre eles fonte de renda, endereço, contato, quantidade de membros, e etc.



Com os dados em dia e atendendo os critérios do programa, as chances de entrar na lista de pagamentos do benefício aumentam consideravelmente. Em relação aos critérios de seleção do governo, são escolhidas as famílias de maior vulnerabilidade, além de alguns outros critérios de prioridade, a saber:

  • Quilombolas;
  • Indígenas;
  • Com catadores de materiais recicláveis;
  • Com integrantes em situação de trabalho infantil;
  • Com integrantes libertos de situação próxima à de trabalho escravo;
  • Dentre outras categorias, quando permitidas e fundamentadas pelo Ministério da Cidadania.

Para acompanhar a inclusão no programa, o responsável da família pode baixar o app CadÚnico e acompanhar as atualizações dos cadastros. Assim que a família for aprovada no Auxílio Brasil, uma mensagem será encaminhada a respeito dos pagamentos e valor oferecido.




Voltar ao topo

Deixe um comentário