scorecardresearch ghost pixel



Auxílio Brasil: Saiba o que fazer para receber R$ 400 em maio

Famílias que cumprirem algumas etapas acabam aumentando as chances de inclusão no benefício de forma mais rápida.



Os pagamentos do Auxílio Brasil do mês de maio estão próximos. Segundo o calendário oficial divulgado pelo governo federal, os repasses terão início no dia 18 aos beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) terminado em 1. Este será o primeiro grupo a receber os recursos a partir de R$ 400 deste mês.

Leia mais: Como reativar o cadastro suspenso na revisão do Auxílio Brasil?

Além dos que já recebem a ajuda, novos beneficiários podem entrar na folha de pagamentos do programa. Apesar de não haver um canal direto para inscrições, o cidadão que cumprir algumas etapas acaba aumentando as chances de inclusão no Auxílio Brasil de forma mais rápida.



O que fazer para receber o Auxílio Brasil?

O primeiro passo é garantir que os critérios da família estejam de acordo com as regras do Auxílio Brasil. A começar pela inscrição ativa no Cadastro Único (CadÚnico). Ela é fundamental para que o Ministério da Cidadania identifique de forma mais precisa quem de fato deve receber os recursos do programa.

Outra regra importante é cumprir com o valor da renda per capita (por pessoa) mensal, que deve ser de até R$ 210 para famílias em situação de pobreza, e de até R$ 105 àquelas enquadradas em posição de extrema pobreza. Nesse sentido, as famílias que atendem esses requisitos têm grandes chances de entrar no programa.

No caso daqueles que ainda não possuem um perfil no CadÚnico, a entrada pode ser feita a qualquer momento. O procedimento está disponível nos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) dos municípios, que repassam as informações coletadas ao banco de dados do governo federal.



Quem se inscrever no CadÚnico agora consegue receber o Auxílio Brasil em maio?

Os cidadãos que se cadastrarem no CadÚnico por agora dificilmente entrarão na folha de pagamento do Auxílio Brasil de maio. Isso porque o Ministério da Cidadania explica que há um prazo entre o processo de análise dos dados e a liberação do benefício.

E para acompanhar o andamento das solicitações, o responsável pelo cadastro da família pode verificar o requerimento no aplicativo CadÚnico, disponível para download em dispositivos com Android ou iOS instalados.

Assim que o sistema indicar que o cadastro no banco de dados foi concluído, basta a família aguardar a inclusão automática no Auxílio Brasil, desde que as informações repassadas atendam os critérios do programa.

Por fim, é válido ressaltar que estar com os dados atualizados é fundamental para receber a ajuda. Caso contrário, mesmo quem já recebe o benefício pode ficar de fora das próximas rodadas de pagamentos.




Voltar ao topo

Deixe um comentário