scorecardresearch ghost pixel



O que gasta menos: cozinhar usando gás ou usando eletricidade?

Veja qual a forma mais econômica para se cozinhar.



Como se não bastasse o preço dos alimentos em alta, o aumento no preço do gás e no preço da energia fizeram com que o brasileiro perdesse o jeito de preparar a comida de maneira mais econômica. Diante disso, muitas pessoas se questionam sobre o que é mais econômico: cozinhar em um fogão a gás ou em um fogão elétrico.

Veja também: Descubra quais são os equipamentos que gastam mais energia na sua casa

No mês de abril, por exemplo, a alta acumulada em 12 meses do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA – 15) foi de 12,85%, o que mostra como o aumento dos preços teve um peso significativo nos gastos.

Além disso, com a variação de 32,45% no preço do botijão de gás, os especialistas se viram obrigados a realizarem uma análise, para poderem determinar o que vale mais a pena, se é cozinhar no fogão a gás, ou no fogão elétrico, visto que, a variação no preço da energia elétrica também é bastante significativa.



Assim, continue a leitura para que você possa ficar por dentro da análise realizada e, com isso, tentar economizar mais nos gastos da sua casa.

O que gasta menos?

Quando pensamos, então, em qual maneira de cozinhar é mais econômica, devemos considerar vários fatores, afinal, existem alimentos que serão de melhor preparo no fogão elétrico, no entanto, outros, serão de melhor preparo no fogão a gás, e isso também determinará os gastos.

O que acontece, na verdade, é que, se você está pensando no preparo do arroz ou, até mesmo, no preparo de um pão de queijo, o mais indicado é que seja utilizado materiais elétricos. No entanto, por outro lado, se você for preparar um bife ou uma batata frita, o indicado é que seja utilizado uma frigideira movida a gás.

Além disso, podemos afirmar também, conforme mostram algumas pesquisas, que os aparelhos elétricos que trabalham com potências mais elevadas gastam menos tempo de cozinhamento, ou seja, acabam sendo mais econômicos.



Pensando, então, no gás, a pesquisa ainda mostra que o gás de botijão é mais econômico que o gás encanado, entretanto, o uso adequado dos equipamentos também pode fazer uma diferença significativa na conta.

Ademais, de acordo com o consultor da FGV energia, Paulo Cunha, uma dica importante é tampar as panelas para que o calor seja retido de forma a proporcionar maior economia. Ele cita também que, muitas vezes, cozinhar na airfryer pode ser mais econômico do que no forno a gás.

Por fim, para quem deseja, de fato, obter mais economia no dia a dia durante o cozimento de alimentos, é necessário levar em conta o tipo de comida a ser preparada, para que, assim, você possa determinar qual o meio de preparo mais econômico irá ser utilizado.




Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário