scorecardresearch ghost pixel

Vai comprar casa própria? Caixa Tem deve liberar crédito fácil em novo programa habitacional

Aplicativo Caixa Tem deve disponibilizar microcrédito para inicialmente 10 milhões de pessoas.

A Caixa Econômica Federal anunciou que as operações de microcrédito e para o programa habitacional Casa Verde e Amarela, que substitui o Minha Casa, Minha Vida, serão realizadas por meio do banco digital Caixa Tem, que deve ser autorizado pelo Banco Central ainda no primeiro semestre de 2021.

O presidente do banco, Pedro Guimarães, anunciou a novidade durante coletiva para divulgação de resultados da instituição. Ele afirmou que inicialmente o aplicativo Caixa Tem deve disponibilizar microcrédito para no mínimo 10 milhões de pessoas e que “não há a menor possibilidade” de realizar uma operação tão grande se não for por meio de um banco digital.

Segundo Guimarães, 85% do crédito imobiliário da Caixa tem origem em correspondentes da instituição, como lotéricas e correspondentes bancários que atuam em regiões onde não há agências. Dessa forma, o atendimento pelo app  tem o objetivo de ampliar o alcance da financeira.

O presidente também destacou o crescimento histórico do crédito imobiliário no ano passado. De acordo com os dados da instituição, a quantidade de contratações de empréstimos para compra da casa própria no terceiro semestre de 2020 foi o maior de toda a história da instituição.

Uso do Pix

Guimarães ainda disse que vai fazer uso do Pix para reforçar a segurança das operações. Segundo informações já divulgadas por ele, o banco já cadastrou 18,5 milhões de chaves Pix, sendo que 47% das pessoas que cadastram as senhas fizeram por meio do aplicativo Caixa Tem, o que mostra o avanço da bancarização no sistema financeiro.

“A bancarização é um fato. Essas pessoas entraram via Caixa Tem, se bancarizaram e hoje já têm movimentação bancária, inclusive no Pix”, afirmou Guimarães.

Veja também: Confira 3 formas de antecipar o auxílio emergencial e FGTS no Caixa Tem em 2021


Veja mais sobre

Voltar ao topo

Deixe um comentário