scorecardresearch ghost pixel



IPTU: veja o que acontece se você não pagar o imposto em 2022

Quem é dono de imóvel pode se prepara que nos próximos meses tem IPTU 2022. Quem não paga pode ficar com várias pendências. Veja quais.



O Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) é um compromisso que todo dono do imóvel precisa arcar a cada novo ano. Para facilitar o pagamento, as prefeituras criam condições de descontos e parcelamentos. Veja o que acontece se você não pagar o imposto em 2022.

Leia mais: IPTU e IPVA: é melhor pagar à vista ou parcelar os impostos?

Todas as prefeituras brasileiras têm autonomia para definirem as formas de pagamento, valores e descontos. Por isso, antes de tudo é essencial conferir as condições na sua cidade.

IPTU em 2022

O valor do IPTU é definido de acordo com a região onde o imóvel está. Além do tamanho do imóvel, que também é levado em conta no cálculo de pagamento do imposto.



Mas, se o proprietário não paga em dia o IPTU, ele pode até mesmo perder o imóvel. Mas, antes disso, a prefeitura envia várias notificações e também coloca o nome do proprietário na Dívida Ativa do Município.

Outra dica para quem está com dificuldade de pagar em dia o IPTU é aproveitar os tradicionais feirões de renegociação de dívidas, feitos pelas prefeituras.

Durante esses feirões são oferecidos descontos e condições facilitadas de pagamento, como mais parcelamentos, por exemplo.



Mas, se mesmo depois de várias tentativas o IPTU não é pago, o município pode entrar com uma ação de penhora do imóvel que consta o débito. Assim, se for aprovado pela Justiça, o imóvel vai a leilão para que a dívida com o IPTU seja quitada.

Além disso, é importante conferir também os casos de isenção do IPTU. Por exemplo, alguns casos de aposentados ou também de instituições voltadas para o voluntariado ficam isentas do pagamento do imposto. Mas, cada caso deve ser conferido junto às prefeituras, já que cada cidade tem a sua regra.

Assim, conferindo todas as condições locais, tente sempre pelo caminho da negociação e quitação da dívida com o IPTU, em 2022 ou em qualquer outro ano, para evitar pendências.




Voltar ao topo

Deixe um comentário