scorecardresearch ghost pixel



Quer evitar passar vergonha no WhatsApp? Conheça as novas funções do app

Novos recursos em fase de testes pelo aplicativo podem ajudar quem se arrependeu após enviar uma mensagem.



O WhatsApp quer garantir que seus usuários enviem mensagens com mais segurança e evitem disseminar informações falsas. Para isso, está criando novos recursos que devem ajudar bastante nesse sentido e, inclusive, evitar que você sinta vergonha após se arrepender de uma mensagem enviada.

Leia mais: Limpe seu WhatsApp e comece 2022 com o celular turbinado

A primeira novidade, ainda em fase de testes, é a possibilidade de ouvir a mensagem de voz antes do envio. Se perceber que algo está errado, basta excluir o áudio e gravar novamente. A Meta, empresa dona do aplicativo, afirmou que o recurso chegará em breve aos donos de contas.



Outra função muito esperada são as novas configurações para mensagens temporárias. Com elas, você poderá enviar conteúdos com prazo de validade de 24 horas, sete dias ou 90 dias (cerca de três meses). Passado o prazo, a mensagem é excluída de forma permanente.

Além de ser uma ótima saída quem se arrepender da conversa, o recurso ajuda a liberar espaço no armazenamento do aparelho. Afinal, como afirmou Mark Zuckerberg em uma postagem recente, “nem todas as mensagens precisam durar para sempre”.



Ocultar status no WhatsApp

O mensageiro também prepara uma função para permitir que o status seja ocultado das pessoas selecionadas pelo próprio usuário. As informações são do portal especializado WABetaInfo, que afirmou que ainda não há data de lançamento para a novidade.

“Estamos muito animados para lançar esta atualização que melhora a privacidade e a segurança de nossos usuários, tornando mais difícil para pessoas que você não conhece ou com as quais não conversou verem sua última conexão ou seu status no WhatsApp. Isso não mudará nada entre você e seus amigos, familiares ou empresas que você conhece e já está em contato”, disse um porta-voz da empresa.




Voltar ao topo

Deixe um comentário