scorecardresearch ghost pixel



Nubank: Veja como pagar depois compras feitas no cartão de débito

Recurso possibilita que o usuário tenha mais controle sobre seu dinheiro e consiga economizar a cada transação.



Quem busca economizar em meio à crise pode recorrer ao recurso pagar depois do Nubank. A ideia é permitir que o usuário quite alguma compra feito no cartão de débito apenas no futuro, gerando assim um maior fôlego nas despesas e alívio financeiro.

Leia mais: Cartões Nubank: Conheça 3 versões do roxinho e suas principais vantagens

A ferramenta é uma excelente opção para inúmeros casos, como: parcelar compras que não oferecem a opção de parcelamento à vista durante a transação, para quem quem quer aproveitar um desconto em compras à vista (e que vale a pena parcelar depois), e também em caso de o limite do cartão ser baixo e o usuário não quer comprometer o que ele possui em uma transação.



Basicamente, o intuito do parcelamento do débito do Nubank é garantir que o consumidor tenha mais controle sobre seu dinheiro e consiga economizar a cada transação.

Em relação ao prazo de parcelamento, a fintech divide as compras em até 12 vezes. Lembrando que para isso ela precisa ter sido paga à vista e em compras sem possibilidade de parcelamento no ato da transação.

Como ativar a função pagar depois em uma compra feita no débito do Nubank?

Interessados em aderir à novidade do banco digital devem seguir o seguinte passo a passo a seguir:

  • Abra o aplicativo Nubank;
  • Em seguida, vá na compra que deseja parcelar e clique na opção “Pague essa compra no futuro”, que deve aparecer no histórico;
  • Feito isso, selecione a opção “Pagar depois”;
  • Leia os termos e clique em “Continuar”;
  • Faça a simulação dos prazos e condições de pagamento;
  • Finalize o processo!

Assim que todos os passos são concluídos, o valor da compra retorna automaticamente para a conta. O Nubank informa ainda que o valor da compra não deve ser menor do que R$ 30 e que no pagamento das parcelas incidem taxas de juros.




Voltar ao topo

Deixe um comentário