scorecardresearch ghost pixel



Saiba o que pode cancelar o seu benefício do Auxílio Brasil e como recuperá-lo

Veja o que pode cancelar o seu benefício do Auxílio Brasil e como evitar a suspensão do pagamento.



Caso você tenha sido beneficiado com o programa do Auxílio Brasil, fique ligado! Segundo um levantamento do Ministério da Cidadania, mais de 1 milhão de novos inscritos estão esperando por aprovação, então se você tiver o seu benefício cancelado, vai para o final dessa fila.

Leia também: Quem é solteiro pode receber o Auxílio Brasil? Veja as regras

Você tem mantido os seus dados atualizados? Está cumprindo com os requisitos do governo para o recebimento do auxílio? Nós vamos te orientar nessa matéria com informações do que fazer para não ter seu benefício cancelado.

Saiba o que pode levar ao cancelamento do seu Auxílio Brasil

Uma das principais razões para o cancelamento do Auxílio Brasil ser efetuado é a falta de atualização da documentação do Cadastro Único, pois uma das exigências do Governo Federal é que os dados da pessoa e dos seus familiares estejam todos regularizados na plataforma social.



Ressaltamos que no final de cada calendário de pagamento, o Ministério da Cidadania realiza uma fiscalização nos dados do CadÚnico com o objetivo de decidir quem serão os novos contemplados com o benefício.

Isso quer dizer que os cadastros que estiverem com pendências ou irregularidades são imediatamente cancelados. Além do mais, é válido chamar a atenção para o fato de que ainda existe uma suspensão válida, que se dá quando não são cumpridas as regras que dão a garantia de permanência do indivíduo no programa.

Todos os contemplados com o Auxílio Brasil precisam obrigatoriamente:

  • Ter renda familiar por pessoa de até R$ 89;
  • Ter renda familiar por pessoa de até R$ 178 (no caso dos núcleos familiares onde há gestantes, crianças, nutrizes ou adolescentes de até 17 anos);
  • Estar presente no Cadastro Único;
  • Ter as informações pessoais atualizadas no Cadastro Único há dois anos;
  • Crianças e adolescentes com idades entre 6 e 15 anos, mas que tenham 85% de presença nas aulas;
  • Jovens entre 16 e 17 anos com frequência escolar de 75%;
  • As crianças menores de 7 anos precisam estar com todas as vacinas em dia e também devem comparecer ao posto para fazer o acompanhamento do crescimento;
  • As gestantes precisam fazer o pré-natal corretamente e devem participar das atividades educacionais criadas pelo Ministério da Saúde;
  • Fornecer o acompanhamento de saúde, no caso das mulheres com idade entre 14 e 44 anos.


Onde posso atualizar os meus dados do Cadastro Único?

Para fazer a atualização da sua inscrição, você deve ir pessoalmente até o Centro de Assistência Social mais próximo da sua casa munido dos seguintes documentos:

  • RG;
  • CPF;
  • Certidão de nascimento;
  • Carteira de trabalho;
  • Título de eleitor;
  • Certidão de casamento;
  • Registro Administrativo de Nascimento de Indígena (RANI);
  • Comprovante de renda;
  • Comprovante de residência;
  • Histórico escolar da rede pública.




Voltar ao topo

Deixe um comentário